Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Adelmo Soares propõe reconhecimento de espetáculo caxiense como Patrimônio Cultural e Imaterial do Maranhão

Celebrando este ano 16 anos de tradição, a Procissão do Fogaréu é considerada o segundo maior espetáculo do país, nesta temática.

Adelmo Soares aproveitou seu discurso na tribuna para apresentar o Projeto de Lei

Na manhã desta quarta-feira (13), o deputado caxiense, Adelmo Soares, aproveitou seu discurso na tribuna para apresentar o Projeto de Lei que propõe reconhecer como Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado do Maranhão, a Procissão do Fogaréu realizada na cidade de Caxias.

Celebrando este ano 16 anos de tradição, a Procissão do Fogaréu é considerada o segundo maior espetáculo do país, nesta temática.  Rememorando os últimos momentos de Jesus Cristo antes da crucificação, a encenação é realizada em cinco pontos da cidade e reúne um cortejo de mais de três mil pessoas, que saem nas ruas acompanhando os atores que se passam por farricocos.

O Fogaréu de Caxias é mantido pela Organização Caxiense de Artes e Tradições – OCAT, em parceria com a Paróquia Nossa Senhora das Graças (COHAB) e Catedral de Nossa Senhora dos Remédios, sede da Diocese de Caxias e envolve direta e indiretamente, cerca de 300 caxienses que participam da encenação e realização do espetáculo.

O deputado que por anos sempre buscou apoiar as iniciativas culturais, destacou a notoriedade do evento. “A Procissão do Fogaréu é mais do que as excelentes encenações nas ruas de Caxias, é um grande espetáculo, é bonito ver como as equipes se envolvem e assim encantam a todos que tem a oportunidade de prestigiar o evento, nos sentimos tocados pela magnitude de cada detalhe, são meses de preparação e empenho. São 16 anos de história, e de pequeno, se tornou grandioso, é um espetáculo com atores da terra, valorizando suas raízes e isso precisa ser reconhecido”, afirmou.

Carregando