Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Nomes indicados para direção de cargos federais no Maranhão serão apresentados à Casa Civil

Antes de entregar os nomes à Casa Civil, Hildo Rocha disse que vai fazer novo contato com cada parlamentar

Foto: Reprodução

O coordenador da bancada federal do Maranhão no Congresso Nacional, deputado Hildo Rocha (MDB), pretende entregar na tarde desta terça-feira (19), à Casa Civil, no Palácio do Planalto, os nomes das pessoas indicadas para assumir a presidência/superintendência/gerência de órgãos federais no estado.

Em entrevista ao Jornal Pequeno, em Brasília, o parlamentar confirmou que estão na relação o comando de nove órgãos: Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra); Fundação Nacional da Saúde (Funasa); Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf); Companhia Nacional de Abastecimento (Conab); Secretaria Federal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SFA); Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit); Coordenação Federal da Pesca; Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) e Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

A indicações de nome para ocupação das vagas foi proposta no mês passado aos líderes e representantes partidários pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, em reunião com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, e faz parte da estratégia do governo para buscar apoio – e votos – dos parlamentares pela aprovação da Reforma da Previdência, a exemplo da liberação de R$ 1 bilhão de emendas parlamentares.

Crivos do governo

Hildo Rocha ressaltou que os nomes indicados pela bancada vão compor o “Banco de Talentos” do governo federal. Segundo ele, além dos nomes, é preciso indicar o curriculum e, principalmente. o CPF, pois os indicados passarão por vários crivos, pode influenciar na sua nomeação.

“Primeiro, será avaliado se o indicado tem algum problema de ordem legal para assumir o cargo. Se tem uma condenação, por exemplo, pois os nomes serão analisados pela ABIN (Agência Brasileira de Inteligência)”, explicou o deputado.

“Segundo, se esta pessoa está preparada para assumir a função, se tem conhecimento, domínio total de informação sobre aquela área que vai comandar”, continuou. “E terceiro, é a avaliação do próprio Ministério a que o órgão está vinculado. A pessoa pode passar pelos crivos do Palácio do Planalto, mas não passar na avaliação do ministério”, completou.

Capacidade

O coordenador da bancada maranhense no Congresso alertou ainda que “não adianta indicar um nome, se esta pessoa não tem capacidade gerencial específica na área. Ou se tem isso, e não tem capacidade moral. É preciso ter as duas coisas para comandar o órgão”, disse.

Antes de entregar os nomes à Casa Civil, Hildo Rocha disse que vai fazer novo contato com cada parlamentar.

Além dos órgãos citados, a bancada maranhense quer também o comando do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI); Núcleo Estadual do Ministério da Saúde (NEMS); Administração das Hidrovias do Nordeste (Ahinor); Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Agência Nacional de Mineração (ANP); Geap (entidade de autogestão em saúde); Caixa Econômica Federal (CEF) – e a Gerência Executiva de Habitação (Gehab) e Gerência Executivo do Governo (Gigov) da instituição.

Carregando