Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Indígenas voltam a tomar Esplanada e pedir retorno da Funai ao Ministério da Justiça

Durante a manifestação eles fizeram várias paradas pontuais para apresentar suas reivindicações

Foto: Ana Rayssa (Esp.CB/D.A Press)

Com danças, gritos, vestidos e pintados de acordo com a sua etnia, e portando faixas, flechas e maracás, cerca de 5 mil índios que participam do Acampamento Terra Livre (ATL), em Brasília, voltaram a promover grande manifestação na manhã desta sexta-feira (26), na Esplanada do Ministério.

Durante a manifestação eles fizeram várias paradas pontuais para apresentar suas reivindicações, tais como: Ministérios da Mulher, Família e Direitos Humanos; Ministério do Desenvolvimento Social; Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Ministério da Economia, Ministério da Educação; Ministério da Saúde e Ministério da Justiça.

O retorno da política de demarcação de terras indígenas e da própria Funai (Fundação Nacional do Índios) para o comando do Ministério da Justiça é a reivindicação maior dos povos indígenas, de várias etnias, que estão acampados desde a madrugada de quarta-feira (23) na Capital Federal. Por decisão do Governo Bolsonaro, a Funai foi transferida para estrutura do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos.

O ACAMPAMENTO

Realizado a cada dois anos, sempre no mês de abril – mês dedicado à luta dos índios no Brasil – o Acampamento Terra Livre é organizado pela APIB (Articulação dos Povos Indígenas do Brasil). O evento vai até este sábado (27).

Na quarta-feira, por voltas das 5 da manhã, quando montavam suas barracas em um gramado da Esplanada dos Ministério, próximo ao Congresso Nacional, os indígenas foram recebidos com gás lacrimogênio e spray de pimenta pela Força Nacional.

Depois da interferência de vários parlamentares e negociações com as lideranças do Acampamento, os índios foram obrigados a desmontarem as barracas e acamparem na Praça do Ipê (ao lado do Teatro Nacional e próximo à Rodoviária do Plano Piloto).

CÂMARA E SENADO

Ainda na quarta-feira, uma comitiva de lideranças indígenas foi recebida pelo, presidente do Senado Federal e do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre (DEM-AP), quando apresentaram suas demandas. Em seguida, foram recebidos pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Para ambos, pediram apoio no retorno da Funai para o Ministério da Justiça e colocar na pauta projetos que tramitam no Congresso de interesse dos povos indígenas.

Por sugestão do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), o Senado Federal também realizou uma sessão especial em homenagem quando foi destaca a história de luta dos povos indígenas brasileiros. A sessão recebeu representantes indígenas das cinco regiões do País.

Carregando