Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Empresa vai investir mais de R$ 1 bi no Maranhão

Rodada de negócios realizada pela Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Energia do Maranhão apresentou fornecedores locais à Eneva

Foto: Reprodução

A Eneva, em parceria com a Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Energia (SEINC), do Maranhão, organizou uma Rodada de Negócios para dar oportunidade a fornecedores maranhenses de participarem das obras de construção do novo projeto no Maranhão, a usina de Parnaíba V, que será desenvolvida no Complexo Parnaíba, região do Médio Mearim. As obras estão previstas para começar dentro de um mês, oxigenando a economia maranhense com geração de emprego e circulação de renda.

Ao todo, participaram 43 micro e pequenas empresas, em uma Rodada que foi considerada um sucesso na avaliação da SEINC e da Techint – empresa contratada pela Eneva para conduzir as obras e responsável pela contratação dos fornecedores. O novo projeto da Eneva no Maranhão representa um investimento de R$ 1,3 bilhão.

“Esta iniciativa da companhia demonstra nosso compromisso com o desenvolvimento do Maranhão e nossa preocupação com a mão de obra local. Com o apoio do governo estadual, conseguimos realizar uma rodada de apresentação do projeto para que fornecedores locais apresentassem sua expertise e disposição para ajudar em nosso projeto”, afirmou Pedro Zinner, presidente da Eneva.

A Eneva é uma empresa integrada de energia, que produz gás natural em campos terrestres no interior do Maranhão e entrega para o Complexo Parnaíba – quatro usinas construídas e operadas pela Eneva que geram energia para o Maranhão e o país. A energia gerada nessa localidade é suficiente para abastecer os municípios localizados ao redor de sua operação, como Santo Antônio dos Lopes, Lima Campos, Trizidela do Vale, Capinzal do Norte, Bernardo do Mearim e Santa Filomena do Maranhão, bem como o equivalente a 60% do consumo de energia de São Luís, a partir de sua usina movida a carvão mineral, Itaqui.

Além de contribuir para a segurança energética do Maranhão e para um preço de energia mais barato, a Eneva gera desenvolvimento local dos municípios onde atua. A produção de gás da Eneva aumenta a arrecadação dos municípios produtores e impacta no desenvolvimento, elevação da renda e aumento da participação da indústria no PIB do Maranhão.

O PIB de Santo Antônio dos Lopes, onde fica o Complexo Parnaíba, cresceu 1.109% de 2012 para 2013, segundo o IBGE, e o de Lima Campos, 298% de 2010 a 2015, também segundo o instituto de pesquisa. O aumento do salário médio mensal de Santo Antônio dos Lopes de 2010 a 2014, após o início das operações da Eneva, cresceu 263%.

A Eneva é a única empresa a produzir gás no Estado, e já transferiu mais de R$ 400 milhões em royalties e participações governamentais, regulamentadas por lei federal. Além disso, a presença da Eneva no interior do Estado atrai para a região cursos e faculdades voltadas para o setor, aumentando a geração de empregos com mão de obra local e o desenvolvimento de fornecedores.

“Temos muito orgulho do projeto que desenvolvemos no Maranhão. A integração entre exploração de gás e geração de energia tem um impacto enorme na região. Para se ter uma ideia da importância do projeto para a economia local, dados do IBGE mostram que o PIB das cidades produtoras cresceu, em média, 650% desde que chegamos aqui”, concluiu Zinner.

De fato, a operação integrada na região do Médio Mearim – ou seja, a produção de gás associada a geração de energia – foi o que permitiu que o Estado se tornasse produtor de gás natural. Como não há infraestrutura de escoamento por meio de gasodutos no Estado, a produção de gás se tornou viável porque escoa por meio de energia via linhas de transmissão.

O novo projeto da Eneva no Maranhão, Parnaíba V, é um projeto de eficiência energética, que vai permitir a geração de 385 MW adicionais de energia sem consumir nenhuma molécula de gás a mais.

Carregando