Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Mortes derrubam Turismo dos EUA na República Dominicana

Entre os dias 1 e 19 de junho, a quantidade de norte-americanos que reservou viagens para o destino no período entre julho e agosto caiu 74,3%

Punta Cana, principal destino turístico da República Dominicana, vê o número de turistas americanos despencar. Foto: Danielle Calvet

Oito turistas norte-americanos morreram subitamente durante suas férias na República Dominicana apenas nos seis primeiros meses de 2019, acarretando em uma grande queda nas buscas por viagens para o país caribenho e até mesmo em cancelamentos de reservas previamente realizadas. Até o momento, não está claro o que causou tais óbitos, aumentando o mistério e o temor de futuros viajantes.

Na última segunda-feira (24), o nova-iorquino Vittorio Caruso, de 56 anos de idade, foi o oitavo registro da mórbida lista dominicana. De acordo com informações da CNN, o homem estava em tratamento na cidade de Santo Domingo desde 11 de junho, mas não resistiu ao ataque cardíaco e à parada respiratória que sofreu. O FBI já iniciou investigações para determinar se turistas estão sendo propositalmente (ou não) envenenados.

Tal preocupação se deve pela semelhança entre as mortes, assim como a nacionalidade envolvida, uma vez que todos os casos acometeram viajantes dos Estados Unidos. Segundo informações do New York Post, bebidas alcoólicas disponibilizadas em bares e minibares de hotéis poderiam ser as responsáveis pelas intoxicações.

O primeiro caso reportado se deu no Hard Rock Hotel & Casino de Punta Cana, enquanto o segundo e o terceiro tiveram o Luxury Bahia Principe Bouganville e o Grand Bahia Principe La Romana, respectivamente, como cenários.

CENÁRIO PREOCUPANTE
Além da óbvia preocupação em relação à possibilidade de um ou mais criminosos agindo de maneira pensada, a República Dominicana já vê seu Turismo afetado, principalmente em relação aos Estados Unidos. Entre os dias 1 e 19 de junho, a quantidade de norte-americanos que reservou viagens para o destino no período entre julho e agosto caiu 74,3% na comparação com o registrado no ano passado.

Dentro do mesmo período analisado pela Forward Keys, os cancelamentos de viagens dos EUA para a República Dominicana pularam para 51,2%, sendo que no dia 11 de junho, um após a morte da sétima vítima do país, Leyla Cox, tal taxa ultrapassou a casa dos 70%.

De acordo com o relatório, enquanto os dominicanos viram suas reservas caírem, outros países do Caribe acabaram beneficiados. Entre 1 e 19 de junho, as confirmações de viagens subiram 44,5% nas Bahamas, 31,3% em Aruba e 26% na Jamaica.

Carregando