Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Repórter do JP dá dicas essenciais sobre uma vida mais produtiva

Segundo o jornalista, se o objetivo é iniciar uma atividade física, torna-se relevante treinar o cérebro para gerar essa rotina

O jornalista é corredor de rua e dá dicas em suas redes sociais. (Foto: Divulgação)

O repórter do Jornal Pequeno Nelson Melo está realizando uma campanha em suas redes sociais (Instagram e Facebook) sobre dicas para uma vida mais produtiva, em todos os sentidos, do físico ao profissional. De acordo com o jornalista, que também é escritor e palestrante, a questão mental deve preceder a questão fisiológica, para que tudo tenha sentido. A partir dessa percepção, a motivação para todas as tarefas sairá do campo simbólico para o campo real.

Segundo Nelson, que é corredor de rua, as pessoas, comumente, erram ao começarem uma atividade qualquer levando em consideração, primeiramente, que o corpo precisa se movimentar. Por esse caminho, em poucos dias, a empolgação perderá força e o sujeito vai estagnar em suas metas para uma vida produtiva. Inicialmente, é importante trabalhar os pensamentos, para que as ideias pessimistas sobre a condição existencial não preencham as lacunas do ser.

Leitor de obras de grandes filósofos e outros pensadores, como Nietzsche, Schopenhauer, Jack London, Spinoza, Camus, Santo Agostinho, Shakespeare, Lima Barreto, Kant, Machado de Assis e Kafka, o repórter frisou que essa mudança de percepção será fundamental para que novos hábitos sejam consolidados. “Ao olhar para o próprio corpo, o sujeito vai ter uma ideia do que precisa ser mudado. Somente depois de estabelecer a motivação interna como algo real, o ser humano poderá começar a mudança física”, assinalou o jornalista.

Se o objetivo é iniciar uma atividade física, torna-se relevante treinar o cérebro para gerar essa rotina. Não adianta ser hipócrita. A pessoa tem que, realmente, acreditar que deseja, de fato, mudar. “Nesse sentido, não pode deixar a mente pensar na possibilidade de voltar para cama para deitar mais um pouquinho. É levantar, colocar a roupa de atleta e sair logo. Isso vai se tornar um hábito com o passar do tempo, pois o cidadão ficará motivado. O corpo obedece o que a mente ordena”, enfatizou Nelson, que, além de correr, também faz outros exercícios, como pular corda, calistenia e subir/descer escadas diariamente.

O jornalista também destacou a importância da leitura para esse processo de desenvolvimento mental. Segundo ele, enquanto lemos, o cérebro trabalha várias conexões. Isso possibilita novas ideias e novos pensamentos, resultando em novas percepções sobre nossas potencialidades e habilidades.

 

Carregando