Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Hospital de Câncer do Maranhão realiza oficinas de meditação como recurso terapêutico

A iniciativa também ensina os usuários a fazer o controle da ansiedade e das reações emocionais intensas, bem como auxilia no tratamento da depressão

Foto: Reprodução

Luzes apagadas, música instrumental, respiração profunda e concentração. É com essa atmosfera que as enfermarias do Hospital de Câncer do Maranhão realizam as oficinas de meditação, recurso terapêutico baseado em conhecimentos tradicionais para promover momentos de relaxamento aos pacientes oncológicos e acompanhantes. A iniciativa também ensina os usuários a fazer o controle da ansiedade e das reações emocionais intensas, bem como auxilia no tratamento da depressão.

“As oficinas de meditação surgiram da necessidade de envolver os pacientes em uma atividade que antes era ofertada apenas aos funcionários e acompanhantes. Como o interesse começou a se tornar cada vez maior, decidiu-se então estender a eles a oportunidade de participar como uma forma de arejar os pensamentos e os sentimentos, tirando um pouco o foco da doença”, destacou a diretora administrativa do Hospital de Câncer do Maranhão, Ana Flávia Lustosa.

A oficina acontece há pelo menos três anos, sempre as terças e quintas-feiras, pela manhã e tarde. A cada sessão, os pacientes são convidados a pensarem além dos problemas, da doença e da circunstância em que se encontram.

Natural do município de Peritoró, Maria de Jesus Ferreira da Silva, de 64 anos, iniciou o tratamento na quinta-feira (18) e agora aguarda o momento para se submeter a uma intervenção cirúrgica. “Eu me sinto mais tranquila durante os exercícios de meditação. Aproveito esses momentos para pensar em coisas boas e felizes”, compartilhou a paciente.

O processo de seleção dos participantes acontece semanalmente respeitando o momento, disposição e aceitação dos pacientes do setor onde ocorre a oficina, que atende de forma igualitária todos os que dão entrada no tratamento na enfermaria, oportunizando instantes de descanso e auxiliando no processo de recuperação.

Para o terapeuta ocupacional do Hospital de Câncer do Maranhão, Márcio de Moraes Farias, a participação contribui para o sucesso da iniciativa. “Os pacientes dão muito valor aos momentos em que realizamos as oficinas. O principal retorno que temos é a interação tanto dos pacientes como dos acompanhantes”, disse.

Voluntário na realização das oficinas, João Gilberto Nascimento observou que é necessário criar um ambiente propício. “As luzes são apagadas, os olhos são fechados, a concentração passa a ser na respiração e nas instruções dadas. É um trabalho gratificante, pois auxilia na harmonia dos pacientes, quer do que entrará no processo cirúrgico ou que já saiu dele, além dos que estão se submetendo à quimioterapia também”.

A meditação está na lista das Práticas Integrativas e Complementares (PICS), elaborada pelo Ministério da Saúde. Os exercícios da meditação produzem aumento na concentração, relaxamento e alívio do estresse, ao mesmo tempo em que viabiliza maior equilíbrio entre mente e corpo. Com as oficinas, o paciente pode organizar suas emoções e assim apresentar respostas positivas ao tratamento.

Carregando