Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Consórcio Nordeste define 1ª compra conjunta para economizar dinheiro

Entre os temas tratados na reunião, estiveram mediação tecnológica para a criação da Universidade Aberta do Nordeste

Foto: Reprodução

O governador Flávio Dino participou nessa quarta-feira (21) de nova reunião do Consórcio Nordeste, desta vez em Teresina. Estiveram presentes sete governadores e os vice-governadores de Pernambuco e Alagoas.

Ao fim do encontro, foi divulgada a Carta de Teresina, com seis pontos. Entre eles, ficou definido que o primeiro processo para compras coletivas vai ser concretizado.

Um dos objetivos do Consórcio é fazer compras conjuntas, para conseguir produtos mais baratos. De acordo com Rui Costa, governador da Bahia e presidente do Consórcio, a primeira compra desse tipo será a de remédios e equipamentos para a saúde.

“A ideia é que até o dia 30 deste mês nós possamos publicar o primeiro edital de compra coletiva do Nordeste brasileiro. Isso significa fazer mais com o mesmo recurso”, afirmou Costa.

Seis pontos

A Carta de Teresina traz seis pontos: a busca por investimentos europeus, valorizando os projetos integradores entre todos os Estados; acelerar o caminho das compras coletivas até o fim do mês; a assinatura de um contrato para efetivar as compras coletivas; a manifestação de preocupação com privatização de empresas federais; uma reforma tributária justa; e um plano de competitividade para as agências agropecuárias dos estados.

Entre os temas tratados na reunião, estiveram mediação tecnológica para a criação da Universidade Aberta do Nordeste, educação, missão especial com a União Europeia, atração de investimentos para o Nordeste, desenvolvimento do turismo, ações de preservação ambiental, além da criação de uma rede de inteligência para combater o tráfico de armas no Nordeste.

O encontro representa mais uma etapa para as determinações do plano de trabalho, anunciado em março.

 

Carregando