Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Maranhão registra terceiro caso de sarampo; é o primeiro confirmado em São Luís

O homem é residente de São Luís, mas trabalha na cidade de Santos, em São Paulo – estado que teve confirmação de três mortes

(Foto: Márcio Sampaio)

Um homem, de 33 anos, vindo de Santos (SP), é o terceiro caso confirmado de sarampo no Maranhão em 2019 e o primeiro em São Luís. Morador do Maracanã, ele foi atendido na UPA da Cidade Operária, no domingo (1º), e em menos de 24 horas a Secretaria de Estado de Saúde (SES) e a Vigilância Epidemiológica do município realizaram as ações de bloqueio, com imunização dos contatos diretos. Conforme protocolo médico, ele se encontra em tratamento doméstico.

“O homem não era vacinado e apresentou a sintomatologia no domingo. Na segunda mesmo, foi realizada a vacinação de bloqueio, que são todas as pessoas identificadas que tiveram contato com ele. Isso deve acontecer em até 72 horas, mas fizemos em 24 horas. É uma vacinação seletiva, ou seja, de acordo com a situação vacinal registrada na carteira de vacinação”, explica a superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças da SES, Léa Márcia Melo.

O homem é residente de São Luís, mas trabalha na cidade de Santos, em São Paulo – estado que teve confirmação de três mortes e mais de 2.200 casos, sendo o epicentro do surto no país. No dia que chegou de viagem, 15 de agosto, o paciente ainda não estava no período de transmissibilidade da doença.

Os dois primeiros casos confirmados da doença foram registrados em Vitorino Freire, uma mulher de 40 anos, vinda de São Paulo, e em Lago da Pedra, um bebê de 8 meses. Em todos os três casos, as pessoas não eram vacinadas.

Carregando