Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Idosa se recupera bem após cirurgia realizada no HTO

A centenária Regina Coelho Guiné recupera-se de uma fratura no fêmur esquerdo

Antônio Coelho, filho de Dona Regina, elogiou o atendimento do HTO (Foto: Julyane Galvão)

Com a assistência em rede do Hospital de Traumatologia e Ortopedia do Maranhão e do Centro Especializado em Reabilitação do Olho d’Água (CER do Olho d’Água), a centenária Regina Coelho Guiné recupera-se de uma fratura no fêmur esquerdo. A unidade de referência para traumas e ortopedia contabilizou a marca de 6.520 cirurgias em dois anos.

Após a queda, Regina Coelho Guiné foi levada para o Hospital Municipal Dr. Clementino Moura (Socorrão II). Com o quadro estabilizado, a paciente foi transferida para o Hospital de Traumatologia e Ortopedia do Maranhão, da rede da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Na ocasião, a equipe de intensivista do HTO constatou que a idosa estava com o fêmur fraturado, porém apresentava um bom estado geral, nutricional e excelente nível de cognição, apesar dos antecedentes de diabetes e hipertensão. De acordo com o coordenador do setor de Ortopedia do HTO, o médico Newton Gripp, a unidade opera em média de 40 a 50 idosos por mês.

“Dona Regina foi um exemplo mais que emblemático desse sucesso alcançado pela nossa equipe de médicos, enfermeiros e toda equipe multidisciplinar. Ofertamos tratamento de doenças relacionadas ao envelhecimento do esqueleto apendicular, enfermidades degenerativas, assim como fraturas relacionadas à osteoporose”, disse Gripp.

Cirurgia

Sem complicações no pós-operatório, a evolução da idosa assegurou uma recuperação oportuna. De acordo com o filho, Antônio Coelho, são poucos os hospitais particulares que cuidam dos seus pacientes como o HTO o faz.

“Do porteiro até os maqueiros, todos ali dão um tratamento especial. A competência dos médicos é algo exemplar. O interesse que eles têm com o bem-estar e evolução da situação dos pacientes, seja ele quem for, é indiscutível”, comentou.

A alta médica ocorreu em 10 de janeiro. No período pós cirurgia, a paciente realizou, mensalmente, consultas de retorno para que fosse feita a verificação da evolução do seu quadro médico. Depois de constatada a melhora significativa, ela foi liberada para dar início ao processo de reabilitação em outra unidade da SES, o Centro Especializado em Reabilitação do Olho D’Água (CER do Olho D’Água).

Regina comemorou 100 anos no último dia 7 de setembro. “Estou me sentindo muito bem. Antes, eu não podia andar, mal conseguia ser colocada dentro do carro. Agora eu já posso arriscar um ou dois passos. Sinto que estou melhorando a cada dia”, celebra.

Todas as terças e quintas feiras, a idosa faz exercícios sob o acompanhamento de uma equipe especializada. A evolução é tanta que ela vem ensaiando seus novos passos, ainda com o auxílio de barras de apoio.

Segundo a diretora geral do CER do Olho D’Água, Renata Trajano, o tratamento terá duração de cinco meses. “A paciente iniciou suas atividades no centro de reabilitação no dia 21 de agosto, no setor de fisioterapia. Cada encontro será de uma hora, sendo executados os exercícios de trabalho de força muscular, equilíbrio e treino de marcha”, pontuou Trajano.

HTO

O HTO registrou dois anos de funcionamento com 79.284 atendimentos em consultas médicas e multiprofissionais, 6.459 internações, 109.622 exames médicos e 520 cirurgias. A unidade totalizou 201.885 atendimentos e procedimentos.

Carregando