Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

MP quer interdição total do Terminal da Praia Grande

A decisão dos responsáveis para realizar as obras está nas mãos do juiz Douglas Martins, da Vara de Interesses Difusos e Coletivos.

Segundo o Ministério Público, o terminal está com a estrutura muito comprometida (Foto: Francisco Silva)

Após laudo pericial técnico, o Ministério Público do Maranhão (MP-MA) pediu a interdição total do Terminal da Praia Grande, em São Luís, que segue parcialmente interditado.

Segundo o Ministério Público, o terminal está com a estrutura muito comprometida, materiais obsoletos comparados aos utilizados pela engenharia moderna. Apenas uma reforma, segundo o MP, não seria suficiente para resolver a questão.

O Ministério Público ainda cita a segurança dos cerca de 150 mil passageiros que transitam pelo terminal diariamente. O MP quer garantias para que os usuários possam utilizar de forma segura, sem riscos de acidente.

A decisão dos responsáveis para realizar as obras (Prefeitura de São Luís ou consórcio que administra o local) está nas mãos do juiz Douglas Martins, da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, que deve se manifestar sobre o assunto ainda nesta sexta-feira, 25.

De um lado, o Consórcio Central quer que a Prefeitura arque com os custos devido a necessidade de construção de um novo terminal. Do outro, a Prefeitura alega que há um contrato assinado após o processo de licitação de transporte no qual os consórcios vencedores são responsáveis pelas reformas estruturais e manutenção dos terminais.

Carregando