Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Eliziane destina recursos para Hospital Aldenora Bello e comunidades terapêuticas

Emendas são destinadas para compra de equipamentos do hospital e recuperação de pessoas com problemas de álcool e drogas.

Senadora Eliziane Gama destinou recursos para a área da Saúde (Foto: Divulgação)

A senadora Eliziane Gama(Cidadania-MA) informou nesta segunda-feira, dia 28 de outubro, que destinou recursos para diversos setores maranhenses, entre eles para o Hospital Aldenora Bello e as comunidades terapêuticas do Maranhão. A emenda parlamentar para o Hospital Aldenora Bello tem como objetivo a estruturação da unidade e compra de equipamentos, já para as comunidades terapêuticas é voltada para cuidados e recuperação de pessoas e famílias que têm problemas com álcool e outras drogas

De acordo com a senadora maranhense, a destinação de recursos para o Hospital Aldenora Bello visa contribuir com o atendimento das necessidades da instituição que presta serviço de grande relevância para a população maranhense.

“O Hospital Aldenora Bello é uma referência no tratamento de câncer no Maranhão, precisa de todo apoio para continuar desenvolvendo o atendimento, por isso considero extremamente importante essa destinação de recursos”, destacou Eliziane Gama.

O Hospital Aldenora Bello é uma instituição que presta um serviço filantrópico e relevante para a população maranhense. A instituição conta com a ajuda do Governo do Estado com emendas de custeio, equipamentos, com o Fundo Estadual de Combate ao Câncer e emendas parlamentares.

Comunidades Terapêuticas

A senadora Eliziane também destinou recursos para as comunidades terapêuticas que fazem atendimento a pessoas em recuperação de dependência de álcool e outras drogas. A parlamentar presidiu a Comissão Externa da Câmara Federal que avaliou o consumo de drogas entre jovens do Brasil e conheceu de perto as necessidades das comunidades terapêuticas.

“Essas comunidades prestam serviço muito importante de recuperação das pessoas com dependência química. Muitas pessoas e famílias precisam de ajuda para enfrentar esse problema e são essas comunidades que ajudam. Um trabalho que precisa da nossa contribuição para continuar acontecendo”, completou Eliziane Gama.

Carregando