Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Império Serrano já tem hino para 2020

Após a Flor do Samba, mais uma escola de samba acaba de definir o samba enredo para o carnaval de 2020

Carro alegórico da Império Serrano. (Foto: Reprodução)

Após a Flor do Samba, mais uma escola de samba acaba de definir o samba enredo para o carnaval de 2020. Trata-se do Grêmio Recreativo Escola de Samba Império Serrano, do bairro do Monte Castelo. A proposta vencedora foi a dos compositores Carlos Boniek, Dinho Berg, Hilberto Mendes, inspirados no enredo “O Império de um Guriatã: Humberto de Maracanã na poética da encantaria”.

A noitada do certame que definiu o hino para 2020,aconteceu na última sexta-feira, 01 de novembro, em frente à sede da escola, na Avenida Luiz Rocha, 2358, Monte Castelo, com várias atrações culturais.

O lançamento do samba enredo oficial está agendado para acontecer no dia 16 de novembro, juntamente com apresentação dos figurinos, criados pelo carnavalesco Wilson Bozó, inspirado todos eles, no enredo “O Império de um Guriatã: Humberto de Maracanã na poética da encantaria”.

Carlos Boniek. (Foto: Divulgação)

Confira a letra do samba vencedor:

GRES Império Serrano 2020

Enredo: “O Império de um Guriatã: Humberto do Maracanã na poética da encantaria

Letra de música de: Carlos Boniek, Dinho Berg, Hilberto Mendes

Coroa de rei tem meu Império

Por onde passei cantei Maranhão

Vi no boqueirão mistérios

Guriatã é o canto do meu Batalhão

Cantei desde menino, e meu destino

Meu pai xangô traçou

Veleiro olha o banzeiro o meu terreiro já iluminou

Na fé eu te peço licença oxalá sou filho da força de iansã

Menina da ponta da areia seria de cumã

Eu nunca vou esquecer maracanã

Itacolomy a magia começou

Meu abatazeiro toca firme esse tambor

O touro negro anda sobre a maresia

Hoje tem encantaria nos versos do meu cantador

Salve as rainhas e as vinte sete aldeias

Dessa mata guerreiros tupinambás

Iansã me mandou toada de amor

E ser Cruzador da ilha Sonhei.

Eu sonhei! Com os Reinados do fundo do mar

E no porto a lenda encontrei

O jardim da rainha Iemanjá

E me entreguei a tradição cantando bumba boi pra São João

No balanço forte do meu maracá

Eu sou comunidade onde saudade, invade meu coração

Salve a festa da juçara meu tesouro meu torrão

Bravas mulheres reisado que defumam esse chão

Matracas caboclos e pandeirões

Samba e futebol minha paixão

Guarnece Humberto minha trincheira

Na sombra da palmeira fonte que nasce essa canção

Carregando