Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Acusado de matar e enterrar corpo de pastor no quintal é posto em liberdade

A decisão foi do desembargador Josemar Lopes Santos, que aplicou medidas cautelares ao autor do crime.

Saulo Pereira Nunes, assassino confesso do pastor Mackson da Silva Costa, já se encontra em liberdade. A decisão foi do desembargador Josemar Lopes Santos, que aplicou medidas cautelares ao autor do crime, com monitoramento de tornozeleira eletrônica.

Saulo Nunes recebeu habeas corpus e já está em liberdade (Foto: Divulgação)

A cada 30 dias, Saulo Nunes terá que comparecer em juízo para informar e justificar suas atividades, comprovando seu vínculo empregatício. Fica proibido de mudar de endereço e de se ausentar da comarca sem autorização judicial.

O autor do homicídio também é obrigado a recolhimento domiciliar no período noturno, a partir das 22h.

O Caso

O pastor evangélico e técnico em informática Mackson da Silva Costa, de 37 anos, estava desaparecido desde o dia 11 de outubro, após sair do local de trabalho na Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA).

O pastor Mackson da Silva Costa (Foto: Divulgação)

Segundo a família, no dia do desaparecimento, a vítima trabalhou pela manhã e antes de ir almoçar em sua residência na Vila Palmeira, em São Luís, disse que ia a uma agência bancária para fazer uma operação. Desde então não manteve mais contato com os parentes.

O corpo do pastor foi encontrado enterrado na residência do acusado, no Maiobão, Paço do Lumiar/MA, no dia 14 de outubro.

Saulo Nunes foi conduzido para a SHPP para os procedimentos. A motivação do crime, segundo a polícia, foi passional.

Carregando