Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Nair Portela faz balanço de sua gestão como reitora da Ufma

Nair Portela Silva Coutinho foi a primeira mulher a ocupar o cargo máximo da instituição.

Nair Portela foi a primeira mulher a ocupar o cargo máximo da instituição (Foto: Elza Fiuza/Agência Brasil)

Encerra-se neste domingo (10) o mandato da reitora da Universidade Federal do Maranhão, Nair Portela Silva Coutinho, primeira mulher a ocupar o cargo máximo da instituição.

Abaixo, Nair Portela faz um balanço do cargo que ocupou entre os anos de 2015 e 2019.

“A Universidade Federal do Maranhão avançou em todos os níveis nos últimos 4 anos. Construímos uma gestão democrática, aberta e dialógica, preocupada com as demandas mais sensíveis da Universidade, focando no que temos de mais precioso, as pessoas: estudantes, docentes, técnicos administrativos, pessoal terceirizado, comunidade.

Estamos felizes com o progresso que tivemos. Foram muitos cursos estrelados no Guia do Estudante, melhoramos nossa posição no ranking da Folha, o RUF; as avaliações in loco e do ENADE alcançaram os maiores conceitos e notas máximas (4 e 5). Aumentamos em mais de 40% a oferta de cursos de mestrado e doutorado, inclusive no continente. Entre 2018 e 2019, foram quatro doutorados e dez mestrados aprovados pela CAPES e ainda temos mais 7 em análise de mérito.

Descentralizamos o Seminário de iniciação Científica (SEMIC), fomentando a pesquisa e a inovação na graduação e na pós-graduação em todos os campus da UFMA. Avançamos na internacionalização com novos acordos e intercâmbios. Com relação ao Restaurante Universitário (RU), saltamos de um (1) Restaurante para dez (10), atendendo a demandas históricas dos estudantes. Só no Campus de São Luís são três (3) novas unidades do RU: Fábrica Santa Amélia, Paulo Freire e ILA-Medicina.

Aprimoramos as políticas de acessibilidade, potencializando a inclusão social, valorizando e cuidando de cada pessoa que chega à universidade, na sua peculiaridade. Criamos a Pró-reitoria de Planejamento para implantar a urgente e necessária governança corporativa e o controle interno, trabalhando em sinergia com a Pró-reitoria de Administração e Finanças.

Racionalizamos os processos da Pró-reitoria de Assistência Estudantil, aperfeiçoamos os critérios de contratação de pessoal e as políticas de qualidade de vida no trabalho por meio da Pró-reitoria de Recursos Humanos.

A Pró-reitoria de Ensino e a Procuradoria Institucional, por sua vez, trabalharam ativamente junto aos colegiados e núcleos estruturantes na organização e consolidação dos cursos de graduação, envolvendo professores, técnicos e estudantes.

Apesar das restrições de recursos foram finalizadas muitas obras como quadras esportivas, restaurantes, prédios de engenharia I, de biologia, de odontologia e de resíduos químicos, em São Luís, de engenharia de pesca em Pinheiro, prédios do Campus de Balsas, finalização da restauração e requalificação do Palacete Gentil Braga, Palácio Cristo Rei, prédio de pós-graduação de direito e Fábrica Santa Amélia. Ações coordenadas das pela Prefeitura de Câmpus.

A UFMA está mais presente no dia a dia da sociedade maranhense. Somos referência como fonte de informação, de produção de conhecimento e de pesquisa científica qualificada. Anualmente, seus professores e alunos são os maiores vencedores dos Editais e do Prêmio FAPEMA e, também como professores homenageados, em 2018, com o Prêmio FAPEMA Sergio Ferreti e em 2019, Prêmio FAPEMA Terezinha Rego.

Ampliamos a presença da Pró-reitoria de Extensão, Cultura e Empreendedorismo, por meio de ações inovadoras, entre outras, o Guarnicê Itinerante do Cinema, que atingiu considerável público, particularmente nos municípios de Pinheiro, Santa Inês, Alcântara e Raposa, com apresentação de filmes para todas as idades, realização de oficinas de formação e contribuindo para a democratização do acesso ao cinema, tema do último ENEM.

Ponto relevante foi a reativação do Festival Maranhense de Coros (FEMACO), com a diversificação dos espaços de apresentação e elevado número de participação de corais de diferentes faixas etárias. Estamos convictos da grandeza e do valor social que a UFMA galgou nos últimos quatro anos.

Tudo isso aconteceu ancorado no trabalho coletivo, na responsabilidade, na racionalidade, em princípios éticos e respeito ao erário e às pessoas. Foram muitos os avanços. O contexto de crise econômica do país e de dificuldade financeira das Instituições Federais foi uma realidade que dificultou, mas não impossibilitou que atingíssemos objetivos e metas. UFMA se tornou altaneira.

Combatemos o bom combate, consolidamos os avanços, vencemos os desafios e aproveitamos as oportunidades da jornada com coragem, competência e confiança. A Universidade Federal do Maranhão é um patrimônio do nosso estado. É lugar de ciência, de ensino, de pesquisa, de inovação, mas, também, de realização de sonhos, de expectativa de dias melhores, da pavimentação da estrada da esperança e da possibilidade de um horizonte promissor com mais igualdade de oportunidades, desenvolvimento humano, social, valorização da verdade, convivência de pontos de vista contraditórios e uma cultura de paz.

Deixamos um legado. Houve muitas lutas e as vencemos porque acreditamos que a educação é a alternativa na formação de gerações que levarão a cabo mudanças fundamentais para o Maranhão e o Brasil. Mudanças urgentes. Necessárias. Agradecemos a todos que fizeram parte dessa longa trajetória e nos ajudaram a construir essa história de superação de desafios e consolidação de avanços. Com gratidão e respeito”.

Nair Portela Silva Coutinho, Reitora da UFMA (2015-2019)

Carregando