Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Pacientes seguem aprovando qualidade de atendimento do HTO

O HTO segue mudando a assistência de média e alta complexidade nas especialidades no Maranhão.

A paciente Elilândia Ferreira Carvalho (Foto: Márcio Sampaio)

O Hospital de Traumatologia e Ortopedia (HTO) segue mudando a assistência de média e alta complexidade nas especialidades no Maranhão. Com aprovação de 97% dos pacientes atendidos, a unidade de saúde também tem impacto direto no tempo médio de internação de pacientes da ortopedia no Hospital Municipal Dr. Clementino Moura, conhecido como Socorrão II, que era 42 dias de internação foi reduzido para 12 dias.

Pacientes que são encaminhados para o HTO destacam a eficiência no atendimento, que prima pela qualidade dos serviços e atenção com cada caso específico.

Domingas dos Santos Neves, de 37 anos, recebeu alta do HTO na sexta-feira (16). Ela foi operada um dia antes, após quebrar o pulso em um acidente de moto, quando retornava para Anajatuba. “Passei 12 dias na enfermaria do Socorrão II, depois fui trazida para cá. Várias pessoas tinham me dito que aqui era bom. Meu cunhado operou aqui também. Seria difícil esperar mais tempo, tenho minha casa para cuidar. Aqui foi muito bom”, relatou.

Natural de Lago dos Rodrigues, Elilândia Ferreira Carvalho, de 52 anos, ficou somente 10 dias aguardando no Socorrão II, antes de ser transferida para o HTO. Na sexta-feira (16), ela fazia os exames pré-operatórios para operar o ombro fraturado em acidente de moto. “Fui bem atendida pelas enfermeiras do Socorrão, mas aqui nem parece SUS. Gostei muito daqui, amei mesmo. A limpeza é muito boa, o atendimento é bom, as enfermeiras são delicadas”, disse.

O Hospital de Traumatologia e Ortopedia (HTO) funciona por meio de regulação, ou seja, os pacientes precisam ter encaminhamento de outras unidades de saúde. É o que acontece com os pacientes oriundos do Socorrão II.

Carregando