Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Hospital da Ilha terá a primeira unidade de tratamento para queimados do Maranhão

Area de UTQ terá instalações específicas, cumprindo todas as exigências técnicas dos órgãos na área da saúde.

Obra terá a primeira unidade de tratamento de queimados do estado (Foto: Jorge Ribeiro)

No Maranhão, as obras da saúde realizadas pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), na capital, seguem avançando e trazendo novidades para os maranhenses. O Estado vai receber, através dos serviços que estão em andamento no Hospital da Ilha, a primeira UTQ, Unidade de Tratamento para Queimados.

Lauro Campos faz parte da equipe de engenharia que acompanha todas as etapas do projeto, e explica que a área de UTQ necessita de instalações específicas, cumprindo todas as exigências técnicas dos órgãos na área da saúde, para garantir uma execução com alto padrão de qualidade, e oferecer um espaço adequado e seguro para o paciente que precisar utilizar desse serviço.

“Aqui, estamos instalando tubulações de ar onde você controla temperatura, umidade e pressão. Lugares como a unidade de tratamento de queimados, a primeira no Maranhão, exige um controle rígido, principalmente da pressão. A pressão na UTQ precisa ser negativa e, através desses equipamentos, você controla os três itens”, explica Campos, engenheiro da empresa responsável pela execução da obra.

O secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto, destaca sobre a relevância da obra para o Maranhão e dos avanços do Governo na área da saúde.  “Nós estamos acompanhando bem de perto, de forma zelosa, o andamento desta obra importante para a saúde do M aranhão. Já contribuímos para a inauguração de 10 hospitais de grande porte, e vamos continuar trabalhando para que esta obra seja entregue dentro do prazo e possa ajudar a melhorar a oferta de serviço público na área da saúde para a população maranhense”, afirmou Clayton Noleto.´

Projeto inovador

Para que toda a área possa contar com uma tecnologia de ponta, no sistema de refrigeração foram construídas três grandes torres, onde a água passa por um processo de reciclagem e resfriamento. Após condensada, a água é enviada para outra área, que após um novo processo segue para as bombas.  O ar condensado é enviado para os tubos de ar condicionado, que equilibra a temperatura de acordo com cada ambiente.

A equipe de engenharia acompanha todas as etapas de execução e explica que o sistema de refrigeração implantado na obra é um grande diferencial, uma vez que o projeto é pioneiro no Estado.

“No Maranhão, não existe nada do que estamos construindo aqui sendo implantando em alguma outra unidade. Um hospital desse nível você encontra apenas em grandes centros. Então, você tem uma obra que desde a sua fundação, estrutura e parte elétrica, os serviços são feitos com muita excelência”, reforçou Lauro.

A estrutura, que segue em andamento, deu novos passos, e agora conta com mais de trezentos profissionais. As equipes atuam na execução de fundação, estrutura, vedação e revestimento de paredes de sete blocos.

Os blocos D e E também recebem serviços de infraestrutura elétrica, climatização e execução de esgoto. No bloco G, os trabalhos estão concentrados na impermeabilização dos reservatórios. Além disso, um outro grupo segue executando terraplenagem e drenagem externa na área.

Carregando