Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Assassino do jornalista Décio Sá pega 22 anos de cadeia por duplo homicídio

Jhonatan de Sousa Silva executou a tiros duas pessoas, em outubro de 2010, em Santa Inês/MA.

Jhonatan foi sentenciado a 22 anos e 11 meses de prisão (Foto: Divulgação)

Jhonatan de Sousa Silva foi sentenciado a 22 anos e 11 meses de prisão pelo assassinato de duas pessoas, na cidade de Santa Inês/MA. O crime ocorreu em outubro de 2010, no bairro Sítio Bar, zona rural do município, que é localizado a 250 km de São Luís.

Jhonatan é assassino confesso do jornalista Décio Sá, que foi executado em um bar na Avenida Litorânea, em abril de 2012.

O crime

Jhonatan Silva e as vítimas, Antônio Pereira Lima e Geraldo Araújo Pereira, estavam jogando sinuca em um bar na cidade de Santa Inês, quando houve um desentendimento por conta de uma aposta no valor de R$ 5,00. A discussão se acirrou e Jhonatan baleou os dois homens com disparos na cabeça.

À época dos assassinatos, Jhonatan utilizava um nome falso, Leandro da Silva da Conceição. Após ser preso pela morte do jornalista Décio Sá, a polícia descobriu que se tratava do autor do duplo homicídio ocorrido em Santa Inês, que estava em liberdade por conta de um habeas corpus.

Trata-se da segunda condenação de Jhonatan de Sousa Silva, que já pegou 27 anos e sete meses de prisão pelo assassinato de Décio Sá.

Outros cinco processos ainda correm contra Jhonatan Silva, inclusive no Piauí, onde é acusado de assassinar o empresário Fábio Brasil.

Carregando