Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

IEMA vai inaugurar laboratório de equipamentos biomédicos

No âmbito público, existem apenas sete cursos desse tipo no Brasil.

Equipamentos biomédicos que serão utilizados no laboratório da Unidade Plena do Iema Timon (Foto: Divulgação)

O primeiro laboratório de equipamentos biomédicos do Maranhão acaba de ficar completo com os materiais e equipamentos italianos que foram adquiridos pelo Governo do Estado. Foram entregues à Unidade Plena do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) de Timon, onde são ofertados os cursos técnicos em equipamentos biomédicos e informática biomédica para jovens que estão cursando o ensino médio técnico integrado na unidade.

Os equipamentos do laboratório da UP Timon são os mesmos utilizados pelo Centro Paula Souza, de São Paulo, que é o polo Sul e Sudeste de referência na formação de técnicos em equipamentos biomédicos. No Nordeste, o IEMA é a única instituição pública que possui esses equipamentos.

No âmbito público, existem apenas sete cursos desse tipo no Brasil. Os outros são nos Institutos Federais do Rio Grande do Norte, Paraíba e Brasília, no Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet) de Minas Gerais e no Senai São Paulo.

A previsão é que a o equipamento da UP Timon seja inaugurado este ano. O diretor de Planejamento e Administração do IEMA, Gustavo Andrade, informou que foram investidos R$ 839 mil em conjuntos de equipamentos fornecidos pela empresa italiana De Lorenzo para laboratórios biomédicos com sistema didático para estudo e treinamento dos futuros técnicos, que serão formados pelo Instituto e habilitados para manutenção, conserto e suporte de equipamentos de clínicas e hospitais.

“Fora esse investimento no laboratório em si, também foram feitos investimentos em computadores, mobiliários e na adaptação do espaço físico para receber os novos materiais, o que acabou totalizando R$ 887 mil para a Unidade Plena de Timon”, afirmou Gustavo Andrade.

O coordenador dos laboratórios da base técnica do IEMA, Adryand Cesary Coelho, explicou que os materiais também permitem que os alunos aprendam a trabalhar em equipe. Com os novos materiais, os estudantes poderão colocar em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula já que o sistema é composto por módulos que permitem a aprendizagem, análise e testes de princípios relacionados aos equipamentos biomédicos e eletrônica geral.

Por possibilitar aprendizagem no âmbito da eletrônica, os equipamentos, também, poderão ser utilizados em laboratórios de outros cursos técnicos do IEMA como o de eletrotécnica, na UP de Axixá, e de eletroeletrônica, na UP Matões, por exemplo.

Para o reitor do IEMA, Jhonatan Almada, o laboratório de equipamentos biomédicos é uma conquista importante para a educação profissional do Maranhão e consolida uma característica da instituição, que é proporcionar em oferecer cursos técnicos inéditos no Maranhão, abrindo oportunidade profissionais antes inacessíveis para a maioria dos maranhenses. “A educação profissional e tecnológica é o grande diferencial do IEMA. Ao abrir cursos técnicos e implantar laboratórios como estes, criamos oportunidade de trabalho que era inacessível para a maioria dos maranhenses. Este investimento vai gerar um círculo virtuoso de educação e produção, fazendo avançar o pessoal técnico qualificado no Maranhão, atraindo empresas e novos negócios”, disse Almada.

SINFRA – Os Iemas estão sendo construídos pela Secretaria de Estado da Infraestrutura. O secretário titular da Sinfra, Clayton Noleto, considera o projeto dos Iemas “uma das mais importantes iniciativas da administração Flávio Dino, em sintonia com o que há de mais avançado no campo da educação mundial”.

“O Iema prepara os jovens para a chamada sociedade do conhecimento e é muito importante para o desenvolvimento econômico e social do Maranhão. E os resultados estão sendo colhidos em sua fase inicial. O melhor ainda está por vir”, afirmou Noleto.

Carregando