Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Governo entrega expansão do serviço especializado para tratamento de crianças com autismo

O equipamento fica localizado no anexo do Centro Especializado em Reabilitação e Promoção da Saúde do Olho d’Água (CER), no bairro Olho d’Água, em São Luís

Foto: Reprodução

O tratamento do Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) no Maranhão acaba de ganhar um importante reforço. O Governo do Estado entregou nesta quarta-feira (11), a expansão do serviço especializado no Estado para acompanhamento de crianças com algum tipo de autismo.

O equipamento fica localizado no anexo do Centro Especializado em Reabilitação e Promoção da Saúde do Olho d’Água (CER), no bairro Olho d’Água, em São Luís.

A nova estrutura conta com recepção, triagem, sala de administração, sala multidisciplinar, sala para grupo terapêutico follow-up, almoxarifado, copa, cinco consultórios multidisciplinares, sala de atividades em grupo, sala de avaliação e acompanhamento familiar.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, com a ampliação, a unidade, que hoje realiza cerca de 1200 atendimentos por mês, vai poder atender mensalmente até 6000 crianças com TEA.

“Quando inauguramos o serviço, acreditávamos que ele teria condição de atender toda a demanda. Para nossa surpresa aumentou muito a procura e passamos a ter uma fila muito grande. Agora teremos condições de sair de 1200 para 6000 atendimentos por mês”, assegurou Carlos Lula.

O governador Flávio Dino também destacou o compromisso do governo em ampliar os serviços para pessoas com TEA. Segundo o governador, com a ampliação, os procedimentos terapêuticos ofertados na unidade “serão multiplicados”.

“O Centro de Reabilitação é um grande sucesso. Com essa ampliação nós vamos dobrar a capacidade de atendimentos, com muito mais procedimentos, que serão multiplicados por quatro. Estamos aqui realizando um objetivo dos profissionais da área e das famílias, que o nosso governo acolhe com muita determinação, porque sabemos que é um trabalho fundamental para que haja um atendimento desse público que é tão importante para a sociedade”, frisou Flávio Dino.

Análise do Comportamento Aplicado (ABA)

Pioneiro na oferta do atendimento com abordagem baseada na Análise do Comportamento Aplicado (ABA, sigla para a expressão em inglês Applied Behavior Analysis), o setor da unidade que oferece este tipo de terapia passa agora a contar com sete cabines de atendimento individual e sala de grupo terapêutico.

O setor de oficinas terapêuticas dispõe de jardinagem, arteterapia, musicoterapia e atividade física. Com a expansão, serão agregados novos elementos à terapia, como, por exemplo, uma cozinha montada e um quarto para trabalhar habilidades em um contexto funcional e de forma prática com os assistidos.

A coordenadora da unidade, Flávia Neves, falou sobre a importância da oferta dos novos serviços, mas ressaltou que a abordagem analítico-comportamental, proposta original do serviço, será preservada.

“Vamos continuar com a proposta original, mas com a inauguração dessa casa nós podemos ampliar a oferta de serviços, uma vez que houve a contratação de novos profissionais e de modalidades diferentes das que tínhamos antes. Agora nós contamos com novas possibilidades de abordagens terapêuticas”, pontuou.

O serviço tem capacidade para assistência intensiva e oficinas terapêuticas de pacientes com idade de até 12 anos. Em dois turnos, profissionais atuarão diariamente na assistência a pessoas com TEA. A equipe multiprofissional é composta por assistente social, profissional de educação física, enfermeiro, fonoaudiólogo, musicista, psicólogo, psicopedagogo, terapeuta ocupacional e artesão.

Para Susane Nunes, mãe do Samuel, que tem apenas dois anos e meio e já manifesta sintomas do TEA, a unidade é uma grande oportunidade para crianças como seu filho receberem atendimento com profissionais de excelência.

“Esse centro novo especializado para autismo é, na verdade, a nossa esperança de que os atendimentos venham a ter mais agilidade, e que a gente possa encontrar em um único espaço as terapias que nossos filhos precisam”, sublinhou.

Sobre o autismo

O autismo é um transtorno de desenvolvimento em que ocorrem dificuldades na comunicação e interação social. Recebe o nome de espectro (spectrum) porque envolve situações e apresentações muito diferentes umas das outras, numa gradação que vai da mais leves às mais graves.

Dificuldade de comunicação por deficiência no domínio da linguagem e no uso da imaginação para lidar com jogos simbólicos, dificuldade de socialização e padrão de comportamento restritivo e repetitivo são as características marcantes do TEA.

Carregando