Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Pais devem ficar alertas às queimaduras por caravelas

Animal marinho com tentáculos de até três metros provoca queimaduras de segundo grau acompanhadas por inchaço, vermelhidão e formação de bolhas

(Foto: Reprodução)

São Luís apresenta uma faixa de 32 km de praias, com temperatura média diária de 32º em dezembro, cenário ideal para as crianças curtirem o litoral. Contudo, uma das preocupações dos pais é acerca de um risco comum nesta época do ano, as queimaduras por caravelas.

Este é o alerta do coordenador da Liga de Afecções Cutâneas da Faculdade Pitágoras, Renato Souza, especialista em Terapia Intensiva. “Nesta época de férias, os maiores riscos são com os acidentes provocados pelas caravelas. Enquanto o sol pode causar queimaduras de primeiro grau, as caravelas, parentes mais venenosas das águas vivas, causam queimaduras ainda mais graves”, avalia.

As queimaduras de segundo grau apresentam os sintomas de dor, vermelhidão, inchaço, formação de bolhas ou úlceras e até choque térmico. Souza orienta sobre os cuidados para não piorar o ferimento: “em caso de queimaduras, o ideal é lavar bem o local, retirar os tentáculos da pele, aplicar pomada própria para queimadura e não estourar a bolha, caso apareça. É importante procurar atendimento médico imediatamente, em caso de reação alérgica”, orienta.

A bióloga Suelen Ferreira, doutora em Biotecnologia e professora da faculdade Pitágoras, explica que é comum encontrar o animal nesta época do ano por causa dos ventos mais fortes, que os trazem à praia.

“Elas ficam em todo o litoral, geralmente da Bahia para cima, pegando o litoral Nordestino e subindo para o Norte. Não tem uma praia mais específica para se concentrarem, pois, como não apresentam um mecanismo próprio de locomoção, ficam à mercê dos ventos”.

Outra dica importante é ficar atento às sinalizações do Corpo de Bombeiros nas praias e evitar os locais com alta presença de águas-vivas e caravelas-do-mar. Muitos acidentes acontecem por falta de informação sobre a toxicidade do animal ou curiosidade das crianças, que tendem a tocar nele ou mesmo devido aos tentáculos da caravela que são grandes e ficam imperceptíveis na água.

Entenda a diferença entre água-viva e caravela-do-mar

Caravelas e águas-vivas pertencem ao mesmo grupo, os Cnidários. A principal diferença entre elas é que a caravela possui tentáculos que podem chegar a até três metros de comprimento e sua coloração é azulada ou avermelhada. As águas-vivas são menores, mas podem atingir até um metro e são mais comuns no Sul do país, enquanto que as caravelas aparecem mais no Nordeste brasileiro.

Carregando