Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Eneva encontra mais de 3 bi de metros cúbicos de gás na Bacia do Parnaíba

De acordo com a empresa, a estimativa de gás no local (“gas-in-place”) é de 3,04 bilhões de metros cúbicos

Foto: Reprodução

A Eneva apresentou à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) a declaração de comercialidade da acumulação Araguaína, na Bacia do Parnaíba. Foi solicitado à ANP que a acumulação Araguaína receba a denominação de Campo Gavião Carijó.

De acordo com a empresa, a estimativa de gás no local (“gas-in-place”) é de 3,04 bilhões de metros cúbicos. O Campo de Gavião Carijó é o nono campo a ser declarado comercial pela Eneva. A partir da Declaração de Comercialidade, a Companhia tem até 180 dias para apresentar à ANP o Plano de Desenvolvimento do campo.

Com o anúncio, as ações da empresa operaram em alta durante toda a manhã desta quinta-feira (19). Por volta das 12h, os papéis da companhia eram negociados com alta de 2,70% a R$ 42,16.

Na semana passada, a companhia informou ue seu conselho de administração aprovou a realização de uma emissão de debêntures no valor de 650 milhões de reais para financiar investimentos no projeto Parque dos Gaviões, na bacia do Parnaíba.

As debêntures, com vencimento em oito anos e valor unitário de mil reais, serão objeto de oferta pública de distribuição com esforços restritos, sob regime de garantia firme de colocação e tendo como alvo investidores profissionais, afirmou a empresa em comunicado.

A taxa final de remuneração das debêntures será definida após procedimento de coleta de intenções junto a potenciais investidores, acrescentou a Eneva.

Carregando