Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Pacto pela Paz completa quatro anos com redução dos índices de violência no estado

Na solenidade, foram homenageadas personalidades de segmentos sociais que contribuíram com as ações do programa.

Vice-governador Carlos Brandão destacou os resultados alcançados com o Pacto pela Paz (Foto: Karlos Geromy)

O Governo do Maranhão celebrou, na manhã desta sexta-feira (20), o aniversário de quatro anos da Lei nº 10.387/15, que criou o programa Pacto pela Paz e instituiu os Conselhos Comunitários pela Paz. Na solenidade, foram homenageadas personalidades de segmentos sociais que contribuíram com as ações do programa.

O vice-governador Carlos Brandão representou o governador Flávio Dino e comemorou os resultados do programa nesses quatro anos. “As ações do Pacto contribuíram para uma queda significativa dos índices de violência na capital e no interior, e o Maranhão se tornou case de sucesso em políticas públicas de segurança”, pontuou.

O Pacto pela Paz objetiva a promoção da paz social, da cultura dos direitos humanos e do respeito às leis. Para isso, conta com a participação de uma rede de atores sociais de diversos segmentos, com destaque para a participação popular, por meio dos Conselhos Comunitários pela Paz; tem como órgãos diretores as Secretarias de Segurança Pública (SSP) e de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop).

No âmbito da segurança pública, o Pacto foca em ações de bem-estar social por meio da aproximação entre policiais e cidadãos. Já no âmbito social, são desenvolvidas ações de prevenção em áreas identificadas como críticas em termos de criminalidade, de modo a reafirmar direitos e dar acesso a serviços públicos essenciais.

De acordo com o coordenador-executivo do Pacto pela Paz, delegado Dicival Gonçalves, o estado conta com 118 conselhos comunitários e mais de 1.900 conselheiros. “Esse trabalho conjunto, entre as forças de segurança e os representantes da comunidade tem se mostrado efetivo, com a redução de 85% nos crimes violentos letais intencionais no estado”, enfatizou o coordenador.

O secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, destacou a importância da participação popular nas iniciativas de prevenção e combate à violência.

“A redução da violência não é apenas uma questão de polícia, mas de organização social. O Pacto pela Paz empodera o cidadão para exercer um mandato de representação regional, e essa participação é fundamental, pois aproxima os cidadãos das autoridades de segurança, abrindo um canal de diálogo direto, o que otimiza e dá mais efetividade às intervenções”, ressaltou.

Carregando