Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Parceria entre Defensoria e Equatorial irá gerar economia de energia no Hospital Aldenora Bello

Ao todo, foram destinadas 761 novas lâmpadas ao Aldenora Bello, instituição que passa por graves problemas financeiros e estruturais

Foto: Reprodução

Fruto de parceria firmada em Termo de Compromisso de Conduta entre Núcleo de Defesa do Consumidor, da Defensoria Pública (DPE), e a Equatorial Energia, concessionária de energia elétrica maranhense, o Hospital do Câncer Aldenora Bello será beneficiado com a substituição de lâmpadas, a doação de condicionadores de ar e equipamentos frigoríficos. Além disso, será implantada uma miniusina solar fotovoltaica, o que impactará diretamente na economia de energia elétrica na unidade referência no tratamento de câncer no estado.

Ao todo, foram destinadas 761 novas lâmpadas ao Aldenora Bello, instituição que passa por graves problemas financeiros e estruturais, além da doação de quase 100 condicionadores de ar e também refrigeradores. Além disso, uma miniusina que trabalha com energia solar de 165,68 Kwp possibilitará economia no consumo entre 20 e 22%, ou seja, um abatimento direto na fatura de cerca de 27 mil reais por mês em valores atuais, o que equivalerá a mais de 8 milhões de reais nos próximos 25 anos, tempo médio de vida útil dessas placas.

Os dados foram apresentados recentemente durante reunião realizada na sede da Defensoria, em que participaram o defensor-geral do estado, Alberto Pessoa Bastos, o defensor público titular do Núcleo do Consumidor, Luís Otávio Morais Filho, o vice-presidente da Fundação Antônio Dino, mantenedora do Hospital Aldenora Bello, Antônio Dino Tavares, o gerente jurídico da Equatorial, David Leal, e a advogada Mariana Lauande.

“Todas instituições voltadas ao acolhimento de vulneráveis passam por severa crise, dentre elas o Aldenora Bello, que está passando por problemas graves e precisa urgentemente deste apoio interinstitucional visando garantir o mínimo de funcionamento da casa, proporcionando a esses pacientes já tão sofridos um tratamento digno”, destacou o defensor-geral Alberto Pessoa Bastos, ressaltando a sensibilidade da Equatorial nestas questões sociais e que vem sendo importante parceira da Defensoria.

Para Antônio Dino, a parceria oportunizará a melhoria da destinação do dinheiro que será investido em obras, medicamentos e necessidades urgentes da instituição referência no tratamento contra o câncer no estado. “Contamos com a ajuda da comunidade, poder público e sociedade em geral a fim de mantermos todos os serviços de atendimento à população que passa por essa doença que não escolhe idade, raça nem poder aquisitivo. O Câncer precisa ser tratado sem interrupções. Trabalharmos arduamente para que isso ocorra. E, com essa economia, poderemos ajudar ainda mais pessoas. Estamos muito satisfeitos”, disse o vice-presidente da FAD.

De acordo com a Equatorial, essas melhoras terão impacto direto e substancial no consumo de energia elétrica das instituições, consequentemente nos valores das faturas, já que as lâmpadas e os eletrodomésticos são novos e mais modernos, que aliados à utilização da miniusinas solares, gera grande economia nas contas de energia.

Contempladas – Além da unidade de saúde referência no tratamento do câncer, ainda foram beneficiadas a Santa Casa de Misericórdia, com cerca de 660 lâmpadas, 22 condicionadores de ar e 36 refrigeradores; e o Centro Assistencial Elgitha Brandão, com quase 80 lâmpadas, 11 condicionadores de ar e cinco equipamentos de refrigeração, material cedido de acordo com a necessidade de cada uma. O Lar de José, entidade que promove o amparo assistencial às crianças, adolescentes e suas famílias, também será, em breve, uma das contempladas pelo Termo de Compromisso.

Carregando