Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Maranhão instala 1º laboratório público de equipamentos biomédicos do Nordeste

No Nordeste, o Iema é a única instituição pública que tem esses equipamentos

Foto: Reprodução

Pela primeira vez na história, o Maranhão tem um laboratório para formar profissionais aptos a lidar com equipamentos usados em clínicas e hospitais. Trata-se do Laboratório de Equipamentos Biomédicos da unidade plena do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) de Timon.

No Nordeste, o Iema é a única instituição pública que tem esses equipamentos.

O Iema oferece cursos técnicos e profissionalizantes, em período integral. A unidade de Timon já oferecia formação em equipamentos biomédicos e informática biomédica. A novidade agora é o laboratório – um dos poucos desse tipo em todo o Brasil.

“É um dos cinco cursos técnicos de instituições públicas do Brasil e o primeiro da história da educação profissional do Maranhão. Está pronto, representa um marco para a área de tecnologia e saúde”, diz o reitor Jhonatan Almada.

O investimento foi de quase R$ 900 mil para formar técnicos habilitados para manutenção, conserto e suporte de equipamentos de clínicas e hospitais. “Antes, essa oportunidade profissional não existia no Maranhão”, acrescenta Almada

Prontos para o trabalho

De acordo com o professor e gestor do Iema de Timon, Helder Vasconcelos, o laboratório vai permitir que os estudantes saiam prontos para o mercado de trabalho.

“Vamos formar profissionais de primeiro escalão, de primeiro gabarito. E a sociedade em geral tem a ganhar com isso”, diz Vasconcelos.

Para que o laboratório seja usado da melhor maneira possível, os professores vão passar por capacitação. Após essa fase, os alunos começam a utilizar os equipamentos.

“Quando se formarem, já vão atuar em clínicas, hospitais, prestando assistência técnica e lidando com os equipamentos”, afirma o gestor.

Referência

Os equipamentos do laboratório de Timon são os mesmos utilizados pelo Centro Paula Souza, de São Paulo, que é referência na formação de técnicos em equipamentos biomédicos.

No laboratório, o trabalho em equipe será exercido rotineiramente. São cinco módulos com quatro alunos cada. Durante determinada atividade, cada estudante cuida de uma parte.

Isso é importante porque, na manutenção de equipamentos biomédicos, o trabalho é em conjunto e geralmente os equipamentos são de grande porte.

O laboratório também permite a aprendizagem relacionada à eletrônica. Por isso, os equipamentos poderão ser usados em outros cursos técnicos do Iema, como o de eletrotécnica em Axixá e o de eletroeletrônica em Matões.

Carregando