Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

PRF reforça policiamento para garantir a segurança nas rodovias que passam pelo Maranhão

Desde o dia 20 deste mês, acontece a Operação Rodo Vida com o objetivo de prevenir os acidentes na BRs.

PRF vai realizar operações em todas as rodovias que passam pelo Maranhão (Foto: Francisco Silva)

Muita gente já viajou para curtir a virada do ano fora de São Luís e do Maranhão, mas ainda tem quem esteja se organizando para colocar o pé na estrada. E vale destacar que um item essencial não pode ficar de fora da bagagem: a segurança.

Atenta a essas datas de maior movimentação nas rodovias, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) reforça a quantidade de policiais, viaturas e equipamentos para aumentar a fiscalização, reduzir acidentes e dar mais segurança nas rodovias.

Dia 20 deste mês, a PRF deu início à Operação Rodo Vida, que vai se estender até o dia 1º de março. A ação visa prevenir acidentes e diminuir a violência no trânsito nas rodovias federais durante o período das festas de fim de ano, férias e carnaval.

O inspetor da PRF Antônio Noberto conversou com a equipe do Jornal Pequeno e explicou que a Rodo Vida é uma operação ampla que engloba outras ações, a exemplo da operação Cana Brava, deflagrada na região das aldeias, desde o início de dezembro, com a participação da PRF e da Força Nacional. As delegacias da PRF também realizam suas operações à parte, reforçando o trabalho.

“Temos visto um acréscimo na quantidade de ocorrências de apreensões, prisões, e também de auxílios. Temos uma presença maior de viaturas no Campo de Peris para evitar assalto, transtornos, socorrer pessoas que estão com problemas mecânicos nos veículos e uma série de outros trabalhos que são realizados ao longo dessa parte inicial da BR até o Km 51, na entrada de Bacabeira, que concentra a maior parte dos viajantes. De São Luís para Morros, também tem uma movimentação muito grande. A parte da BR-402 próximo a Morros e Rosário não é duplicada e também tem um grande fluxo para as regiões dos Lençóis e do Baixo Munim. Quase sempre tem ocorrências de acidentes”, frisou o inspetor da PRF.

Dentre os principais acidentes registrados nas rodovias, o inspetor Noberto elencou os de saída de pista e tombamento por conta de aquaplanagem, que ocorre quando o veículo perde o atrito com o pavimento por conta de água na pista. “Começou a chover e a gente adverte que no começo das chuvas sempre tem mais acidentes por conta de aquaplanagem e asfalto liso. As primeiras chuvas lavam, tiram o óleo e os excessos do asfalto. Com isso, vários veículos derrapam e saem da pista; às vezes, chegando a acidentes mais extremos, como colisão com outros veículos”, pontuou.

No Natal deste ano, foram registradas seis mortes, duas a mais que no ano passado. Em 2019, a operação teve um dia a mais. “Ficou na média, emparelhado com o ano passado. Durante todo o ano de 2019, estamos na tendência de baixa de acidente. Em 2018, foram 231 óbitos. Este ano, a perspectiva é que não chegue aos 200, e se chegar é muito próximo. Houve uma queda considerável de mortes em relação ao ano passado. Traçamos uma meta de reduzir esse índice em 10% a cada ano, apesar do efetivo pequeno e do crescente aumento na frota, no Brasil. Tentamos compensar com muita vontade, esforço e tecnologia”, destacou o inspetor da PRF.

RESTRIÇÃO DE VEÍCULOS LONGOS

A PRF reforça que vai haver restrição de veículos que precisam de Autorização Especial de Trânsito (AET), emitida atualmente pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). As restrições acontecem na BR-135, em São Luís, no dia 1º de janeiro, no horário das 14h às 22h. Veículos longos, que demoram a ser ultrapassados, são retirados de circulação nos dias de maior fluxo. A exemplo de cegonhas, carretas, bitrens, tritrens, e demais veículos acima de 25 metros.

Carregando