Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

O calendário da “Canarinha” para o ano de 2020

Após a Copa América, a equipe do Brasil voltará à ativa na etapa de apuramento para a Copa do Mundo 2022

Foto: Reprodução

O ano de 2020 promete ser de muita ação para a Seleção Brasileira. A equipe “Canarinha”, campeã continental em título após ter celebrado a conquista da Copa América em 2019, terá que defender sua posição neste novo ano. Argentina e Colômbia são as duas nações que vão sediar a competição.

Para acertar a calendário da Copa América com a do Campeonato Europeu, a CONMEBOL vem se preparando para a realização de uma edição especial da prova, visto que a disputa terá novo formato, sendo os times divididos em somente dois grupos.

A seleção do Brasil já sabe o que virá pela frente, dividindo o grupo com Venezuela, Peru, Qatar, Colômbia e Equador. Os “Cafeteros”, ainda mais no papel de organizadores do torneio, vão ser os principais adversários do Brasil na briga pelo primeiro posto do grupo, isso sem deixar de mencionar também o time do Peru, finalista vencido da última edição da Copa América, ou mesmo o Qatar, campeão asiático em título e que, em um espaço de dois anos, será o anfitrião da Copa do Mundo.

Na verdade, para além dos jogos da Copa América 2020, este ano a Seleção Brasileira também disputará o início da fase de classificação para a Copa do Mundo de 2022. A classificação será disputada em um sistema tradicional: grupos com todas as seleções sul-americanas se enfrentando por duas vezes, sob o atual sistema casa/fora.

O primeiro encontro oficial da Seleção no ano de 2020 está agendado para os últimos dias do mês de março. A “Canarinha” tem duelo marcado com a equipe da Bolívia, que foi sua primeira adversária na Copa de 2019, naquele que vai ser o primeiro duelo válido pela fase de classificação para a Copa do Mundo 2022. As atenções que se voltarão para os jogos das eliminatórias sul-americanas, como pode-se imaginar, serão bastante intensas.

Cinco dias depois de medir forças com o time boliviano, a equipe brasileira tem encontro marcado com a formação do Peru. No caso, o Brasil vai jogar contra o finalista vencido da última edição da Copa América. Depois desse primeiro duplo confronto válido pelo apuramento para a Copa do Mundo de 2022, a Seleção Brasileira iniciará, no dia 14 de junho, a disputa da Copa América 2020. O jogo será contra a Venezuela, em Cali, na Colômbia, e as projeções para a disputa já podem ser conferidas nas principais plataformas das casas de apostas esportivas online.

A “Vinotinto” vai ser a primeira adversária do Brasil na prova, aquecendo a equipe para entrar em campo nos embates contra o Peru, o Qatar, a Colômbia e o Equador, respectivamente, e a expectativa é de que dessa vez seja possível contar com os serviços de Neymar, que estava lesionado em 2019. Mediante a quantidade de pontos alcançados na fase de grupos, o time de Tite poderá participar de mais confrontos na fase a eliminar, sendo certo que o ano não terminará com a disputa da competição.

Após a Copa América, a equipe do Brasil voltará à ativa na etapa de apuramento para a Copa do Mundo 2022, cujo logo foi divulgado no segundo semestre de 2019. O mês de setembro reserva dois compromissos: a recepção à Venezuela e a ida até o Uruguai. Em outubro, será a vez de o time brasileiro se deslocar até a Colômbia e de jogar o grande clássico contra a Argentina, atuando como mandante. O ano da Seleção termina no mês de novembro, com o duelo caseiro perante o Equador e o deslocamento até o Paraguai.

A campanha de 2019

Somente um ano depois de ter se consagrado campeão da América do Sul, o Brasil se prepara para defender o título que atualmente ostenta, conforme mencionado anteriormente. Em 2019, após ter sido vencedor de sua chave, superando Venezuela, Peru e Bolívia, a equipe brasileira se superiorizou ao Paraguai nas quartas em decisão por meio da cobrança de pênaltis e, nas semis, levou a melhor, vencendo por 2 a 0 a rival Argentina. Já na decisão, disputada no Maracanã, houve triunfo “Canarinho” por três bolas a uma sobre a equipe peruana.

Desse modo, a seleção do Brasil manteve o registro 100% vitorioso em edições da Copa América disputadas em solo nacional, dado que, antes de 2019, a “Amarelinha” já tinha vencido a prova em casa nos anos de 1919, 1922, 1949 e 1989.

A seleção do Brasil segue como terceira maior vencedora da Copa América, com nove edições conquistadas. Nenhuma seleção conquistou a Copa América tantas vezes quanto o Uruguai, equipe que lidera o top 3 com 15 vitórias, seguida pela Argentina, com 14 conquistas. Por ora, ficamos aqui torcendo para que a “Canarinha” vença também o torneio de 2020, aproximando-se, dessa forma, um pouco mais da seleção dos pampas.

Carregando