Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Estabelecimento será autuado por show com aglomeração em Paço do Lumiar

Evento teve como atração a cantora Mara Pavanelly, na noite dessa quinta-feira, e violou uma série de normas sanitárias.

Multidão no show de Mara Pavanelly (Foto: Reprodução)

O parque aquático Valparaíso, estabelecimento localizado no município de Paço do Lumiar, deverá ser autuado pela Vigilância Sanitária por promover show com a cantora Mara Pavanelly, na noite dessa quinta-feira, 30. O evento atraiu milhares de fãs, causou aglomeração e violou uma série de normas sanitárias.

Nos vídeos que circularam pela internet, é possível notar pessoas sem máscaras, aglomerações e uma série de irregularidades. De acordo com decreto estadual, show estão proibidos no Maranhão.

Conforme o secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, em postagem nas redes sociais, o estabelecimento será autuado pelo show: “Impossível a gente avançar se a classe empresarial e a população não nos ajudar. O estabelecimento será autuado pela Vigilância Estadual. Shows não estão permitidos”.

Pelo entendimento do secretário de Saúde, tanto os organizadores quanto a empresa sediadora do evento serão multados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O Jornal Pequeno entrou em contato com o estabelecimento, que emitiu a seguinte nota:

“No Valparaiso foram feitas mais de 20 lives. O Valparaiso não alugou espaço, não ganhou dinheiro algum. Ao contrário, teve custos com internet, com energia elétrica e com funcionários. O Valparaiso cedeu o espaço para apoiar artistas e pessoas que se propunham a fazer ações solidárias.

No caso dessa live da Mara Pavanelly, o jornalista Luís Cardoso solicitou o espaço e o Valparaiso cedeu; já havia cedido antes para o mesmo jornalista fazer uma live de um outro artista, Bruno Shinoda.

Nessa live não havia ninguém da diretoria no local. Ou seja, o realizador da live, descumprindo regras sanitárias mínimas, levou convidados para assistirem a live e promoveu aglomerações.

A diretoria foi informada pela gerente geral da empresa sobre a live, e disse que o organizador havia levado muitas pessoas, que seriam os patrocinadores do show. A Secretaria de Saúde tem total razao”.

Carregando