Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Assassino confessa ter matado professora por causa de dívida em São Luís

O corpo de Rosiane foi localizado no dia 13 de maio no campus da Universidade Federal do Maranhão (Ufma) em São Luís

Foto: Reprodução

O agente penitenciário Márcio Jorge Lago Marques, preso nessa terça-feira (21) em um bar da Avenida Litorânea, em São Luís, confessou que matou a professora da rede municipal de ensino de Alcântara, Rosiane Costa, de 45 anos, por conta de uma dívida que ele tinha com a vítima, no valor de R$ 2.500,00. O corpo de Rosiane foi localizado no dia 13 de maio no campus da Universidade Federal do Maranhão (Ufma).

Segundo a polícia, a vítima teria ligado para o assassino confesso cobrando uma solução para o problema. O assassino disse que foi buscá-la em casa e passaram a tarde juntos. Em seguida, ela foi levada para a casa dele, onde foi seduzida para terem uma relação amorosa. A intenção dele era fazê-la desistir de cobrar a dívida, mas não conseguiu.

Na saída, antes de ela entrar no carro, ele a matou com um golpe conhecido como mata-leão. Após deixar o corpo da vítima na Ufma, o assassino, de posse do cartão de crédito e senha de Rosiane, se deslocou a um supermercado no bairro da Cohama, onde fez compras no valor de R$ R$ 691,00 além de sacar R$ 1.000,00 da conta da vítima.

No dia seguinte, Márcio Marques sacou R$ 1.500,00 na Caixa, no bairro Monte Castelo. Em um outro supermercado, já no bairro do João Paulo, ele comprou 45 latas de cervejas, carvão, churrasqueira, whisky e grelhas. “Ele praticamente foi comemorar a morte da professora. Quando a fonte secou, ela foi descartada. Por isso, é crime de gênero e tratamos como feminicídio”, disse a delegada Viviane Azambuaja.

Márcio Marques continuou fazendo compras e saques até totalizar R$ 11 mil que estavam na conta da professora.

Segundo a delegada, imagens de segurança da Ufma ajudaram a identificar o assassino.

“As imagens da Ufma foram fundamentais porque a partir delas nós conseguimos identificar o veículo que estava envolvido no crime. Verificamos também que o mesmo carro entrou no estacionamento do supermercado alguns minutos depois do crime para fazer compras utilizando o cartão de débito da vítima e aproveitou também para realizar um saque no Terminal de Auto Atendimento utilizando outro cartão da vítima”, explicou.

Ainda de acordo com a delegada, Márcio Jorge tinha um caso com Rosiane Costa há dois anos, mas tinha uma dívida que não tinha conseguido pagar. Segundo a polícia, Márcio Jorge Lago Marques será indiciado por feminicídio e motivo torpe.

“Eles mantinham contato por causa da dívida, onde ela fazia cobranças. No final de semana, ela fez uma cobrança mais contundente, dizendo que não iria mais esperar. Depois disso, ele resolveu insistir para que ela fosse até a residência dele para que conversassem, lá ele a seduziu para terem uma relação amorosa. A intenção dele era fazê-la desistir de cobrar essa dívida e como não conseguiu através desse meio, ele resolveu matá-la para se livrar da dívida”, afirmou a delegada.

Carregando