Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Criminoso morto em Tocantins era ‘frente’ do CV em São Luís

Ele era parceiro de Carlos Augusto Barros Costa, o “Carlinhos da Riod”, que tentou implantar a Família do Norte (FDN) aqui no Maranhão

“Cris” era do Comando Vermelho e foi executado por homens encapuzados. (Foto: Divulgação)

De acordo com informações apuradas pela reportagem do Jornal Pequeno, Cristiano Costa Mendes, de 32 anos, conhecido como “Cris”, “Africano” ou “Apagão”, era “frente” do Comando Vermelho (CV) na região da Vila Vitória, Vila Magril e adjacências, em São Luís. O faccionado foi encontrado morto no último dia 12 no Estado de Tocantins, sendo que era foragido do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Segundo uma fonte policial ouvida pelo JP, Cristiano foi encontrado morto em uma casa, em Santa Fé do Araguaia, no norte do Tocantins. No rosto e em outras partes do corpo, havia perfurações provenientes de disparos de arma de fogo. A residência era alugada. O bandido maranhense foi executado por três homens encapuzados, que seriam da facção criminosa rival, o Primeiro Comando da Capital (PCC). Os autores chegaram ao local em uma Hilux.

“Cris” havia fugido de um hospital de Araguaína/TO, quando pulou do segundo andar para escapar do Presídio Barra da Grota, no dia 6 deste mês. O criminoso estava se tratando de uma tuberculose.

 

Carregando