Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Estudantes montam sala de vivência na Casa de Apoio do Hospital de Câncer do Maranhão

A nova sala de vivência foi equipada com cavaletes para pintura, jogos de tabuleiro, mobília, televisão e ambientação

Foto: Reprodução

A Casa de Apoio do Hospital de Câncer do Maranhão, em parceria com a Escola Crescimento, instalou uma sala de lazer e jogos integrativos para os pacientes e seus familiares assistidos na casa. A nova sala de vivência foi equipada com cavaletes para pintura, jogos de tabuleiro, mobília, televisão e ambientação. Como parte do projeto que visa a formação de líderes globais, sete alunos da escola realizaram todas as etapas de pintura, integração e instalação de mobiliário do espaço.

O coordenador da Casa de Apoio do Hospital de Câncer do Maranhão, Paulo Henrique Silva Ferreira, destaca que o equipamento da rede da Secretaria de Estado da Saúde (SES) tem capacidade para oferecer acolhimento para até 30 pessoas, servindo como um espaço de assistência humanizada para pacientes do Hospital de Câncer do Maranhão e seus familiares.

“A sala de vivência é mais um espaço na casa de apoio para realizar atividades com os pacientes. A casa segue sempre aberta para o trabalho voluntário. Nós temos uma equipe multiprofissional, mas toda ajuda é sempre bem-vinda”, disse Paulo Henrique Silva Ferreira.

Sala de vivência
Professores da Escola Crescimento, alunos do ensino médio do projeto e seus familiares visitaram, nesta quinta-feira (26), a Casa de Apoio do Hospital de Câncer do Maranhão. “O projeto visa a formação de líderes globais. São 22 grupos divididos entre as turmas do 1º e 2º ano do ensino médio, sendo que cada equipe ficou com um eixo. No hospital, os alunos ficaram responsáveis por criar essa sala de vivência”, explicou o professor da escola que propôs o projeto, Leonardo Lima.

Como parte da execução do projeto, os alunos visitarão semanalmente o espaço dedicado aos pacientes e familiares assistidos na casa. O objetivo é acompanhar os benefícios do projeto. “Conseguimos fazer o espaço que imaginávamos, que vai ajudar os pacientes no tratamento, pois está comprovado que esses ambientes de interação e de entretenimento ajudam no processo de internação causando bem-estar a eles”, disse o aluno do primeiro ano do ensino médio, Pedro Henrique Figueira, de 15 anos.

Ian Sousa da Silva, de 18 anos, de São João dos Patos, aguarda na Casa de Apoio o resultado dos exames sobre a investigação de um tumor na perna. Na companhia da mãe Celiane Reis, ele aprovou a nova sala de vivência da casa. “Eu gostei do espaço. É mais um lugar para ocuparmos e ajuda a distrair a mente”, disse.

Casa de Apoio
A Casa de Apoio foi entregue pelo governador Flávio Dino em dezembro de 2017. O equipamento tem a finalidade de acolher pacientes e acompanhantes durante o tratamento no do Hospital de Câncer do Maranhão. A casa funciona na Avenida Vitorino Freire, no bairro Madre Deus.

Carregando