Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

13ª Feira do Livro de São Luís se encerra neste domingo

O cantor e compositor Joãozinho Ribeiro fecha a programação do evento com o Show 40 Anos De Música, às 19h30.

Feira do Livro de São Luís encerra-se neste domingo (20), após dez dias de uma vasta programação (Foto: Divulgação)

A 13ª Feira do Livro de São Luís (FeliS) encerra neste domingo (20), a partir das 18h30, no Auditório Aluísio Azevedo, no Multicenter Sebrae. Foram 10 dias de programação, das 10h às 22h, entre conferências, palestras, rodas de conversa, lançamentos de livros, contação de histórias e oficinas, com participação de convidados nacionais e locais. O artista Joãozinho Ribeiro fecha a programação do evento com o Show 40 Anos De Música, às 19h30.

Um dos pontos altos do último dia de programação da FeliS é a roda de conversa ‘Mulheres feministas empoderadas e entrelaçadas na diversidade cotidiana’, que acontece no Espaço Mulher, às 15h, com mediação da conselheira emérita do Conselho Municipal da Condição Feminina de São Luís, Laurinda Pinto. A roda de conversa conta com a participação de representantes do Fórum Maranhense de Mulheres (FMM), União Brasileira de Mulheres (UBM), Marcha Mundial de Mulheres, Articulação de Mulheres da Metropolitana (AMM), Coletivo de Mulheres do Maranhão Ieda Batista, e Mulheres Lésbicas e Bissexuais do Maranhão (Mlésbima).

A programação cultural do último dia de Feira conta com uma roda de Hip Hop comandada por Maxsuel Silva, às 19h30, no Espaço Juventude – Victor Fontenelle; aulão de dança com o professor Clay Carlos, no Palco Livre Felis, às 19h; e uma intervenção com o bloco tradicional Os Guardiões, que vai circular por entre os estandes, às 20h.

O artista Joãozinho Ribeiro fecha a programação do evento com o Show 40 Anos De Música, às 19h30. O compositor e poeta Joãozinho Ribeiro faz, em 2019, 40 anos de carreira musical, e passeia por diversos estilos, como samba, choro, marchinha, forró, cacuriá, tambor de crioula, bumba-meuboi e blues. Ribeiro nasceu no bairro da Coréia, em São Luís, e possui dezenas de composições gravadas por nomes da música popular maranhense como Cláudio Pinheiro, Beto Pereira, Rosa Reis, Josias Sobrinho e Célia Maria.

Carregando