Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Reserva de Itapiracó, em São Luís, recebe a 7ª edição do ‘Festival Mundaréu’

Projeto realizado via Lei de Incentivo à Cultura da Secretaria Especial da Cultura do Ministério da Cidadania pela Alcoa, Governo do Maranhão, Prefeitura de São Luís e Evoluir oferecem programação cultural focada em sustentabilidade para crianças a partir de 4 anos entre os dias 24 a 29 de novembro, na Praça da Família – Reserva de Itapiracó –, e estimula a ocupação e manutenção do espaço público

(Foto: Divulgação)

A ocupação sustentável de espaços públicos é fundamental para o desenvolvimento das sociedades em todo mundo. Realizá-la em ação que alia brincadeira e conhecimento é o cenário que o Festival Mundaréu busca instaurar pelas cidades pelas quais passa. Em sua 7ª edição, o evento chega ao município de São Luís e ocupará a Praça da Família, localizada na Reserva de Itapiracó, entre 24 e 29 de novembro. Neste período, a área receberá atrações musicais e teatrais, contação de história, artes circenses, dança e oficinas, com o intuito de resgatar a importância do direito ao brincar, ao espaço público e à cultura, além de gerar renda local e valorizar artistas independentes da região. A iniciativa é viabilizada pela Lei de Incentivo à Cultura, da Secretaria Especial da Cultura do Ministério da Cidadania, com patrocínio da Alcoa, apoio do Governo do Maranhão e da Prefeitura de São Luís e realização da Evoluir – Educação Transformadora. A escolha da Praça da Família vem ao encontro da proposta do festival de descentralizar a oferta cultural da cidade por meio da ocupação e ressignificação de áreas públicas enquanto plataforma de ações artísticas e culturais.

O Festival Mundaréu é um evento gratuito e aberto a todos os interessados. Treze monitores estarão à disposição dos participantes e doze artistas e coletivos, espalhados em três espaços distintos, darão a tônica das atividades durante o festival. Entre os dias 25 e 29 também ocorrerão visitas escolares, que contemplarão ao total 15 escolas públicas – dentre elas unidades escolares públicas das áreas urbana e rural – e 8 turmas do projeto Movimento e Resgate da Regional Cohab-Cohatrac-Bequimão, da Secretaria de Esporte e Lazer de São Luís, totalizando cerca de 900 crianças diretamente beneficiadas com a ação.

O dia de abertura do festival (24/11) será um domingo e terá atividades iniciadas às 10h, quando já estará em funcionamento um Espaço de Leitura da própria editora ‘Evoluir – Educação Transformadora’. Às 11h, o espetáculo ‘O Macaco Malandro’, da Casa do Sol Cia de Artes, será apresentado no Espaço Palco. A fábula conta uma divertida história de parceria entre Dona Raposa e Seu Lobo, que brigam o tempo todo e tem no personagem do Macaco Malandro o mediador de seus conflitos. Às 13h, no mesmo palco, Gisele Padilha alegrará a criançada com canções do show “Erê Canta Brinca e Dança”, em sua maioria baseadas na cultura de origem africana. A data ainda contará com Oficina de Bolhas de Sabão Gigantes, com Luana Appel, e Afrodance, com o coletivo The Outsider, entre outras atrações.

O ritmo continuará forte nos dias seguintes (veja programação completa ao final do texto) e ganhará o reforço do público de escolas com visita pré-agendada. As escolas que farão excursões monitoradas, com cessão de transporte e lanche, são: Drª. Maria Alice Coutinho, Evandro Bessa – Estiva, Gov. Leonel Brizola, Hortência Pinho, Joaquim Pinto, Josefina Serrão, Prof. João De Souza Guimarães, Prof. José Gonçalves Do Amaral Raposo, Prof. Ronald Da Silva Carvalho, Profª Enedir Santos Paixão, Profª Silvia Stella Fonseca Furtado, Proteção De Jesus, São José, São José Itapera e Zebina Eugênia Costa. O evento também contará com visitas de crianças do projeto Movimento e Resgate da SEMDEL.

O festival foi criado pela Evoluir, empresa especializada em desenvolver conteúdos e metodologias educacionais, e tem patrocínio da Alcoa, empresa que apoia iniciativas ligadas à educação e sustentabilidade. De acordo com Tatiana Bizzi, Gerente de Programas do Instituto Alcoa, “A Alcoa valoriza a promoção da cultura nas localidades onde opera e projetos como este engajam a comunidade em temas importantes, como a sustentabilidade”.

Esta é a sétima edição do projeto, que atua em acordo com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela ONU em 2012, com enfoque em temas como consumo sustentável, saúde e bem-estar e equidade de gêneros. O festival já passou por Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), Três Rios (RJ), Jacareí (SP), São Paulo (SP) e Poços de Caldas (MG) nos últimos anos.

Serviço

Datas: 24 a 29 de novembro de 2019

Horário: domingo (24/11), das 10h às 17h; demais datas, das 8h às 16h30

Local: Praça da Família – Reserva de Itapiracó

Entrada gratuita e livre para todas as idades

*Evento contará com serviços de acessibilidade

PROGRAMAÇÃO:

24/11 (Domingo)

10h às 15h – Espaço Leitura / Editora Evoluir (Espaço Dinâmicas)

11h às 11h45 – O Macaco Malandro / Casa do Sol Cia de Artes (Espaço Palco)

11h45 às 12h45 – Oficina de Bolhas de Sabão Gigantes / Luana Appel(Espaço Oficina)

13h às 13h40 – Erê Canta Brinca e Dança / Gisele Padilha (Espaço Palco)

14h às 15h30 – Oficina de Quadros Sensoriais / Priscila Aguiar e Luana Appel (Espaço Oficina)

14h às 16h – Intervenção Artística / Tiago Máci (Painéis)

15h às 16h – Afrodance / The Outsider (Espaço Dinâmicas)

25/11 (Segunda-Feira)

8h às 8h45 – A Peleja de Casemiro Coco / Laborarte (Espaço Palco)

9h às 10h30 – Intervenção Artística em Paineis / Letícia Ferraz (Espaço Oficina)

9h às 10h30 – Jogos Musicais / Jales Carvalho (Espaço Dinâmicas)

14h às 14h45 – Casemiro Conta o Auto do Bumba Meu Boi / Laborarte (Espaço Palco)

15h às 16h30 – Oficina de Aquarela / Cazulo Amarelo (Espaço Oficina)

15h às 16h30 – Oficina de Malabarismo / Coletivo O Circo Tá na Rua (Espaço Dinâmicas)

26/11 (Terça-Feira)

8h às 8h45 – Erê Canta Brinca e Dança / Gisele Padilha (Espaço Palco)

9h às 10h30 – Intervenção Artística em Paineis / Letícia Ferraz (Espaço Oficina)

9h às 10h30 – Jogos Musicais / Jales Carvalho (Espaço Dinâmicas)

14h às 14h45 – A Peleja de Casemiro Coco / Laborarte (Espaço Palco)

15h às 16h30 – Oficina de Aquarela / Cazulo Amarelo (Espaço Oficina)

15h às 16h30 – No Gingado da Capoeira / Wêsley Alves (Espaço Dinâmicas)

27/11 (Quarta-Feira)

8h às 8h45 – Contos da Floresta / Casa do Sol Cia de Artes (Espaço Palco)

9h às 10h30 – Intervenção Artística em Paineis / Letícia Ferraz (Espaço Oficina)

9h às 10h30 – Oficina de Malabarismo / Coletivo O Circo Tá na Rua (Espaço Dinâmicas)

14h às 14h45 – Um Dia de Clown / Gilson César Oliveira (Espaço Palco)

15h às 16h30 – Oficina de Estampas / Cazulo Amarelo (Espaço Oficina)

15h às 16h30 – No Gingado da Capoeira / Wêsley Alves (Espaço Dinâmicas)

28/11 (Quirta-Feira)

8h às 8h45 – Show Dupla de Palhaços / Coletivo O Circo Tá na Rua (Espaço Palco)

9h às 10h30 – Intervenção Artística em Paineis / Letícia Ferraz (Espaço Oficina)

9h às 10h30 – Danças Urbanas / The Outsider (Espaço Dinâmicas)

14h às 14h45 – Show de Mágica / Coletivo O Circo Tá na Rua (Espaço Palco)

15h às 16h30 – Oficina de Estampas / Cazulo Amarelo (Espaço Oficina)

15h às 16h30 – O Cantarolar dos Contos / Laborarte (Espaço Dinâmicas)

 

29/11 (Sexta-Feira)

8h às 8h45 – Show de Mágica / Coletivo O Circo Tá na Rua (Espaço Palco)

9h às 10h30 – Oficina de Quadros Sensoriais / Priscila Aguiar e Luana Appel (Espaço Oficina)

9h às 10h30 – Afrodance / The Outsider (Espaço Dinâmica)

14h às 14h45 – Histórias da Ilha / Grupo Xama Teatro (Espaço Palco)

15h às 16h30 – Intervenção Artística em Paineis / Letícia Ferraz (Espaço Oficina)

15h às 16h30 – Jogos Musicais / Jales Carvalho (Espaço Dinâmicas)

Carregando