Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Governo do Maranhão e Prefeitura de São Luís lançam campanha Dezembro Vermelho

Neste domingo (1º), Dia Mundial de Luta contra a Aids, diversas atividades de prevenção foram realizadas na Praça Benedito Leite, no Centro Histórico

(Fotos: Julyane Galvão)

Com o objetivo de alertar para a prevenção do vírus HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) realizou a abertura oficial das ações alusivas ao Dezembro Vermelho, em parceria com Secretaria Municipal de Saúde (Semus) de São Luís. Neste domingo (1º), Dia Mundial de Luta contra a Aids, diversas atividades de prevenção foram realizadas na Praça Benedito Leite, no Centro Histórico.

De acordo com o levantamento epidemiológico do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), o Maranhão notificou, desde o início da epidemia, em 1980, até outubro de 2019, 21.288 casos de Aids, sendo 62,8% do sexo masculino (13.020 casos) e 33,2% do sexo feminino (8.058 casos).

“Nosso objetivo é fazer essa mobilização de forma bem intensificada durante todo o mês de dezembro, porque a gente quer mostrar que há prevenção, que há um cuidado. O Maranhão é o quarto estado com mais casos de diagnósticos, sabemos que ainda existem pessoas que não foram diagnosticadas ainda, mas a campanha é para isso: fazer a busca e o tratamento em tempo oportuno”, esclareceu a secretária adjunta da Política de Atenção Primária e Vigilância em Saúde da SES, Waldeise Pereira.

Este ano, a campanha da SES tem por tema “A luta é compartilhada. A prevenção tem que ser combinada”. Além de alertar para a prevenção que é a única forma de não contrair a doença, também incentiva a realização do teste rápido para detecção do vírus no estágio inicial. O tratamento do portador do HIV nesta fase aumenta a expectativa de vida por meio do tratamento especializado.

“A gente sabe que a incidência da Aids continua aumentando, não só no Maranhão, mas no Brasil. O Governo do Estado, através da SES, vem fortalecer, trazer a prevenção para população e buscando a parceria com eles, porque a sociedade é parte importante desse processo”, disse a chefe do Departamento de Atenção às DST/Aids e Hepatites Virais da SES, Jocélia Frazão.

Profissionais de saúde das redes públicas do Estado e município de São Luís realizaram um grande laço humano para chamar atenção para o Dezembro Vermelho. Além disso, distribuíram material informativo, preservativos e realizaram orientação da população sobre os locais da rede pública de saúde que realizam testes rápidos, fornecem preservativos, atendem para Profilaxia Pós-Exposição ao HIV (PEP) e tratamento para HIV.

Michel Santos, de 27 anos, ficou satisfeito em encontrar a atividade de saúde em uma área reconhecidamente de lazer aos domingos. “É muito importante esse tipo de ação porque nos faz ver a importância da prevenção e da rede de cuidados que existe”, afirmou.

(Fotos: Julyane Galvão)

A doença

A Aids é uma doença crônica que atinge o sistema imunológico, não tem cura e pode levar à morte quando não tratada. O vírus ataca as células de defesa do corpo humano, o organismo fica mais vulnerável, seja para um simples resfriado até infecções mais graves, como tuberculose ou câncer, dificultando o tratamento dessas doenças. O vírus HIV, causador da Aids, está presente no sangue, no sêmen, na secreção vaginal, no leite materno.

Outras atividades

Na rede estadual da Saúde, durante todo o mês, serão realizadas atividades na Sala de Espera da unidade, distribuição de insumos e ação de testagem rápida para HIV, Sífilis, Hepatite B e C. Na segunda-feira (2), a partir das 8h30, o Hospital Presidente Vagas (HPV), unidade da rede estadual referência em doenças infectocontagiosas, terá programação alusiva ao Dezembro Vermelho.

Carregando