Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Boi de Sonhos leva título de “Melhor Indumentária”

A solenidade contou com a presença de grupos folclóricos maranhenses

(Foto: Divulgação)

Foi realizado no último final de semana, no centro histórico de São Luís, a entrega do Prêmio Pai Chico e Catirina. A solenidade contou com a presença de grupos folclóricos maranhenses.

O Boi de Sonhos, que é comandado pela presidente de honra, Cileninha, ganhou na categoria “Melhor Indumentária do ano de 2019”. A votação ocorreu através das redes sociais da premiação.

“Muito Feliz por esse título que o Boi de Sonhos ganhou. Isso é o reconhecimento pelo nosso trabalho. Esse prêmio é nosso. Esse prêmio é do Maranhão”, disse.

Segundo o organizador do evento, Mathias Neto, o ato visa incentivar ainda mais os grupos folclóricos do Maranhão. “Fizemos essa premiação com tanto amor e carinho. Tenho certeza, que cada grupo tem o seu brilho e todos estão de parabéns pelo trabalho que realizam”, disse.

PATRIMÔNIO DA HUMANIDADE

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) escolheu o Bumba Meu Boi do Maranhão como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

A batucada que enche os terreiros no norte do Maranhão vem da força das mãos. Num estilo tribal que só essa gente tem, e tocado com a costa das mãos, só no Maranhão – em mais nenhum outro lugar.

Mas não é só o estilo. O sotaque costa de mão, uma herança lá dos tempos das senzalas, passou a ser Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela Unesco. São todos os sotaques. As danças, o ritmo, os bordados, o brilho.

Carregando