Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Radialista é condenado por assédio sexual em São Luís

A pena foi convertida para serviços comunitários.

Justiça condenou radialista Samir Ewerton por assédio sexual (Foto: Divulgação)

O radialista Samir Ewerton foi condenado a um ano e oito meses de prisão por crime de assédio sexual mediante fraude. A pena foi convertida para serviços comunitários.

Segundo a sentença proferida pela juíza Patrícia Marques Barbosa, a decisão ocorre porque a condenação foi inferior a quatro anos e não foi cometida violência ou grave ameaça na prática do crime.

O radialista respondia ao processo desde 2018, quando trabalhava como locutor na Rádio Universidade FM. Ele foi acusado por várias mulheres de oferecer oportunidade de trabalho em troca de favores sexuais. As denúncias começaram a circular nas redes sociais e grupos de whatsapp, com prints das conversas, e depois ganhou o caminho da Justiça.

Com a repercussão negativa do caso, Samir Ewerton foi demitido pela direção da rádio, mesmo com alegações de que teria perdido o celular e que as conversas teriam partido de outra pessoa.

Carregando