Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Dois indígenas são presos pelo assassinato de Zezico Guajajara

O crime ocorreu no último dia 31 de março, no município de Arame/MA.

Zezico foi morto no último dia 31 de março (Foto: Divulgação)

A Polícia Federal no Maranhão deu cumprimento a dois mandados de prisão preventiva relacionados ao Inquérito Policial que apura a morte da liderança indígena Zezico Rodrigues Guajajara. O crime ocorreu no último dia 31 de março, no município de Arame/MA.

Durante toda a semana passada, equipes da Polícia Federal estiveram nas aldeias localizadas na Terra Indígena Arariboia para dar cumprimento aos dois mandados de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão emitidos pela Justiça Federal. Os mandados de buscas foram cumpridos nas residências dos investigados, sendo que nenhum dos suspeitos estava no local durante as diligências.

O Delegado responsável pelo Inquérito, que tramita na Delegacia de Defesa Institucional em São Luís/MA, fez contato com o advogado dos investigados e, após negociação, este se comprometeu em apresenta-los na Delegacia da Polícia Federal de Imperatriz (local mais próximo para deslocamento), na última segunda-feira, 20. Eles foram interrogados e posteriormente encaminhados ao sistema prisional.

A investigação, inicialmente realizada pela Polícia Civil, por meio da Delegacia Regional de Barra do Corda/MA, resultou em evidências do envolvimento de dois indígenas da mesma aldeia da vítima como os responsáveis pelo homicídio. A Polícia Federal deu continuidades às investigações, momento em que o delegado responsável pelo procedimento apresentou representação solicitando as medidas cautelares de busca e apreensão e prisão preventiva, que foram concedidas pela Justiça Federal.

Os presos foram indiciados pela prática do crime de homicídio, com previsão de pena entre seis e vinte anos de reclusão.

Carregando