Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Governador confirma medidas mais rígidas para restringir circulação de pessoas e conter o avanço da Covid-19 em São Luís

Flávio Dino ainda anunciou que aulas na rede estadual, municipal e privada seguem suspensas até 31 de maio

Governador Flávio Dino concedeu entrevista no Palácio dos Leões (Foto: Reprodução)

Após decisão judicial que determinou o lockdown (bloqueio de todas as atividades não essenciais) na região metropolitana de São Luís, o governador Flávio Dino concedeu entrevista coletiva, na manhã desta sexta-feira, 1º de maio, no Palácio dos Leões. Dino afirmou que dará cumprimento à decisão judicial da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, e anunciou novas medidas que visam combater o avanço do novo coronavírus no Maranhão.

O governador ressaltou que as aulas seguirão suspensas até o dia 31 de maio, na rede estadual, municipal e privada de São Luís, São José de Ribamar, Paco do Lumiar e Raposa.

Caminhões que transportam produtos essenciais como alimentos, combustível, remédios e outros itens de necessidade seguem com acesso liberado ao estado. Permanecem proibidas a entrada e saída de Ferry Boat com destino à Baixada Maranhense e os barcos que saem para a Alcântara.

Durante o lockdown, que terá início no próximo dia 05 e valerá até 15 de maio, ficarão em funcionamento apenas os supermercados, feiras, mercados, farmácias e serviços de delivery, assim como outros estabelecimentos que funcionam com produtos alimentícios ou farmacológicos.

O governador ressaltou que não há a necessidade de correria nem aglomerações em supermercados e farmácias, já que esses serviços serão mantidos durante o lockdown. Mas, afirmou Dino, serão estabelecidos pontos de controle e barreiras para evitar o trânsito de veículos pela cidade, com a proibição de estacionamento em locais como o Espigão, Centro de São Luís e Avenida Litorânea.

Segundo Flávio Dino, o descumprimentos da determinação acarretará em multas às agências bancárias que infringirem às normas de segurança. Bancos e lotéricas funcionarão apenas para pagamento de auxílios do governo.

O governador ainda informou que estarão sujeito a multas e processos civis/criminais quem descumprir as determinações estabelecidas a partir do dia 05 de maio.

Novas Medidas

O Hospital de Traumatologia e Ortopedia do Maranhão (HTO) foi incluído como unidade de saúde para atendimento aos pacientes da Covid-19, assim como o Carlos Macieira, que já está operando com essa função. Com isso, São Luís ganhará mais 130 leitos exclusivos para o coronavírus, na próxima semana.

Os trabalhos para funcionamento do Hospital de Campanha já foram iniciados, no Multicenter Sebrae. A previsão é que a obra seja concluída em 20 dias.

Dino também confirmou mais 70 respiradores adquiridos para o Maranhão.

Carregando