Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Hospital de Campanha de São Luís tem 60% dos leitos ocupados por pacientes do interior

Em 46 dias de funcionamento, unidade de saúde atendeu 392 pessoas acometidas pelo novo coronavírus

Hospital de campanha tem mais da metade de sua ocupação formada por pacientes do interior (Foto: Divulgação)

O primeiro e único hospital de campanha da capital maranhense, para atendimento a pacientes infectados com o novo coronavírus, foi inaugurado no dia 18 do mês de maio, e funciona no pavilhão do Multicenter Negócios e Eventos, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), no bairro do Cohafuma. A unidade de saúde foi adaptada em três semanas, como resultado de uma parceria entre a Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), a Secretaria de Estado da Saúde (SES) e a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), que é a administradora do hospital.

Desde quando passou a funcionar até a sexta-feira (3), totalizando 46 dias, o local atendeu 392 pacientes. O espaço possui 200 leitos, sendo 14 de terapia intensiva (UTI) e 186 para atendimentos de baixa e média complexidade. Desses, segundo a SES, 60% estão ocupados por pacientes oriundos do interior do estado. Os demais leitos, ainda conforme a Secretaria, estão recebendo moradores da região metropolitana de São Luís.

Dos leitos do hospital de campanha de São Luís, 186 são clínicos, apenas 59 estão com pacientes; 14 são de UTI, dos quais três possuem pessoas em tratamento. Questionada sobre a previsão de funcionamento da unidade de saúde, a SES respondeu que ele deve permanecer recebendo pacientes por mais 60 dias, dependendo do comportamento da pandemia no Maranhão.

ACOMPANHANTES SATISFEITOS

Na manhã de sexta-feira (3), a reportagem do Jornal Pequeno esteve no hospital de campanha, a fim de conferir como estava o funcionamento da unidade de saúde ou se ela ainda estava em operação, devido à falta de divulgação a respeito dos atendimentos realizados desde a sua inauguração.

A unidade funciona a portas fechadas, recebendo transferências de outros hospitais. Na portaria, a equipe se deparou com alguns acompanhantes de pacientes internados, que se disseram satisfeitos com os serviços prestados pelo hospital montado no Multicenter Sebrae.

Às 11h do dia 23 de maio de 2020, Irani Rodrigues de Lima, de 79 anos, sentindo-se mal foi à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Parque Vitória, e ficou internada com suspeita do novo coronavírus. Às 15h do mesmo dia, Irani foi levada para a clínica particular São José, localizada na Rua São Pantaleão, e que está alugada pelo governo do Maranhão. Logo depois, Irani acabou sendo transferida para o hospital de campanha.

De acordo com a filha de Irani, a comerciante Sheila Rodrigues de Lima, de 35 anos, a paciente foi submetida ao exame de Covid-19, mas deu negativo. Irani teve alta, mas retornou ao hospital de campanha no dia 30 de junho, e permanece internada sem previsão de alta. Isso porque a paciente está com um quadro de pneumonia.

“Mesmo a minha mãe estando sem a ‘doença chinesa’, por ela ser idosa e ter apresentado quadro de pneumonia, está recebendo todos os cuidados. Desde maio, toda semana ela é submetida ao teste do novo coronavírus”, informou Sheila.

A comerciante utilizou a expressão “show de bola”, para opinar sobre o atendimento feito pelo Hospital de Campanha.

“O tratamento aqui ‘é show de bola’! Os médicos e enfermeiros estão tendo um cuidado muito grande com a minha mãe. O serviço de limpeza é exemplar, toda hora estão limpando os leitos. Servem refeições aos acompanhantes, e quem vem cuidar dos pacientes ganha uma cama de leito para dormir”, informou Sheila Rodrigues.

O agricultor Elton John acompanha o pai dele, Luis Rosa de Assunção, de 80 anos, que tem um histórico de problemas de coração. “Meu pai está internado há três dias, no hospital de campanha. Ele foi testado positivo para Covid-19, e está bem; mas, precisa de monitoramento médico, e não sei quando terá alta. Antes de vir para cá, meu pai ficou internado na UPA do Maiobão, por cinco dias. A estrutura do hospital é boa, e o atendimento muito bom”, declarou Elton.

ESTRUTURA

De acordo com o que foi divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), ainda em maio, durante a inauguração do hospital de campanha, a estrutura possui 3.500 m². À época, o secretário Carlos Lula disse que a unidade de saúde era o “plano c” do governo estadual.

Segundo o presidente da Emap, Ted Lago, o Multicenter Sebrae teria sido escolhido devido ao Cohafuma estar próximo de hospitais de referência, em São Luís. Já a SES informou que o hospital conta com médicos intensivistas tanto para UTI quanto para enfermaria, além de psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, enfermeiros, técnicos de enfermagem e nutricionistas.

Carregando