Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Sampaio vence a quarta seguida e sobe para o 9º lugar na tabela da Série B

Os gols da Bolívia Querida foram marcados por Flávio Boaventura, Caio Dantas e Jackson.

Caio Dantas comemora o segundo gol da Bolívia na partida (Foto: Lucas Almeida)

Quarta vitória seguida, 2o pontos conquistados e nono lugar na tabela de classificação. Este é o panorama do Sampaio Corrêa na Série B após o triunfo por 3×0 sobre o Figueirense, em partida disputada na tarde desta quarta-feira, no Estádio Castelão.

Os gols que levaram a Bolívia Querida para a primeira página da tabela foram marcados por Flávio Boaventura, no primeiro tempo, com Caio Dantas e Jackson completando o placar na etapa final.

O jogo

Após uma primeira investida mais aguda do Figueirense, aos 6 minutos, o Sampaio Corrêa passou a controlar o jogo e começou a incomodar a defesa adversária.

Pimentinha arrastou a defesa catarinense, mas chutou em cima da marcação. Instantes depois, Roney balançou a rede, mas a arbitragem marcou falta do ataque Tricolor, para reclamação geral dos jogadores.

No entanto, aos 25 minutos, não teve jeito. Roney armou a jogada, fez o disparo, o goleiro rebateu e a bola sobrou para o zagueiro Flávio Boaventura, que não perdoou e abriu o placar para a Bolívia Querida no Castelão.

O gol não acalmou o ímpeto Tricolor, que seguia pressionando o Figueirense, e o segundo gol quase sai dos pés do lateral Marlon, que soltou a bomba, obrigando o goleiro a espalmar a bola.

Antes do intervalo, Roney acertou a trave em duas oportunidades, e por pouco o Sampaio não aumenta o marcador.

A iniciativa na etapa final foi Tricolor. Caio Dantas arriscou de fora da área, e a bola passou rente à trave.

Em lance dentro da grande área boliviana, o Figueirense pediu pênalti, mas a bola bateu no peito de Paulo Sérgio. Na sequência, o Tubarão avançou em velocidade e Caio Danta foi empurrado na área fatal. Penalidade assinalada, que o próprio camisa 9 Tricolor cobrou e converteu, deslocando o goleiro.

A Bolívia não aliviava a pressão e seguia no campo de ataque. Pimentinha desarrumou a defesa do Figueirense e arriscou o chute para defesa do goleiro.

O adversário tentava se articular em campo, criar alguma situação para reagir na partida, mas não conseguia ultrapassar as linhas de defesa do Sampaio, que esperava o momento certo para encaixar o golpe de misericórdia. E ele veio em contra-ataque mortal, que Jackson não desperdiçou, chutando no canto.

Vitória consumada e o primero dos três jogos atrasados superado com sucesso pela Bolívia Querida.

O Sampaio Corrêa volta a campo no próximo domingo, em confronto contra o Paraná, no Estádio Durival de Brito, às 20h30. A partida vale pela 16ª rodada da Série B.

Ficha Tricolor

Gustavo, Luís, Gustavo, Paulo Sérgio, Flávio Boaventura e Marlon; André Luís, Eloir (Ferreira) e Marcinho (Diego Tavares); Roney (Daniel Penha), Pimentinha (Robson Duarte) e Caio Dantas (Jackson).

Carregando