Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Senadora Eliziane pede ao CNJ afastamento de juíza que mandou prender pastor em Coroatá

A senadora afirma que a magistrada teria pedido de forma autoritária a diminuição do som usado pelos irmãos para o culto

Senadora Eliziane pede ao CNJ afastamento de juíza que mandou prender pastor em Coroatá (Foto: Divulgação)

A senadora Eliziane Gama apresentou ao Conselho Nacional de Justiça – CNJ pedido de afastamento da juíza de Coroatá-MA que mandou prender, nas palavras da senadora, arbitrariamente o pastor da Assembleia de Deus durante realização de culto na rua, realizado nas proximidades do Fórum de Justiça na cidade, nessa terça-feira, dia 10 de novembro.

“Estou encaminhando uma reclamação disciplinar junto ao CNJ contra a juíza de Coroatá que arbitrariamente prendeu um pastor da Assembleia de Deus durante celebração de culto na rua. Nossas leis garantem liberdade religiosa!”, destacou a senadora Eliziane Gama.

Segundo o boletim de ocorrência registrado pelo pastor Natanael Diogo Santos, a magistrada teria pedido de forma autoritária a diminuição do som usado pelos irmãos para o culto. Mesmo atendendo o pedido da juíza, ela ordenou a prisão do pastor e da irmã Rosa Maria Barros que cantava no momento da abordagem.

Eles foram levados por uma viatura para a delegacia, em seguida liberados e precisaram se apresentar ao delegado às 7 horas desta quarta-feira, dia 11 de novembro.

A Convenção Estadual das Assembleia de Deus do Maranhão – CEADEMA emitiu nota de repúdio sobre a postura da juíza.

Carregando