Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Usuários reclamam das condições de uso do Terminal de Integração do São Cristóvão

Há diversos e enormes buracos nas plataformas de embarque e desembarque, além de torneiras quebradas nos banheiros e falta d’água.

Terminal do São Cristóvão está repleto de buracos pela pista, e os banheiros impróprios para uso (Foto: Francisco Silva)

Usuários do transporte público que se utilizam do Terminal de Integração do São Cristóvão, um dos com maior movimentação em São Luís, reclamam das péssimas condições do local. Há diversos e enormes buracos nas plataformas de embarque e desembarque. Além disso, de acordo com as pessoas que frequentam o espaço, os banheiros estão sem condições de uso.

Existe ainda a reclamação de que é necessário esperar muito tempo pelos coletivos. Nos banheiros, segundo a passageira Maria Raimunda Costa, as torneiras estão quebradas e há falta d’água.

“Os vasos sanitários estão imundos, sendo que alguns estão entupidos. O mau cheiro incomoda quem aguarda pelos ônibus na plataforma que fica perto do banheiro”, destacou Maria Raimunda.

No terminal passam ônibus que atendem aos bairros da Cidade Olímpica, Cidade Operária, Jardim América e outros adjacentes. “É difícil. Todo dia é a mesma coisa. Eles não fazem nada para melhorar”, reclamaram os donos das barracas de lanches instaladas no lado externo do terminal, e que também disseram serem usuários do transporte público.

Os ônibus passam com dificuldades, pois os buracos que estão espalhados pela pista por dentro do terminal são numerosos e grandes. Nas filas de espera pelos coletivos, não há organização.

A universitária Rafaela Lima disse que sempre se arrisca para entrar em um ônibus, quase sempre completamente tumultuado. “Com certeza não vou conseguir cadeira para sentar”, disse.

O Terminal de Integração do São Cristóvão, segundo o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de São Luís (SET), é administrado pelo Consórcio Upaon-Açu.

O Jornal Pequeno tentou, por meio de ligação telefônica, solicitar um posicionamento ao Consórcio, em relação aos buracos e aos banheiros do terminal. Ninguém atendeu as chamadas feitas ao número do Consórcio (3302- 8390), fornecido pelo SET.

Carregando