Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Pacientes de vários municípios maranhenses destacam eficiência do atendimento no HTO

Com três anos de funcionamento, o HTO já realizou mais de 10 mil cirurgias ortopédicas,desde a inauguração

Domingo Madeira Diniz atendido no HTO (Foto: Márcio Sampaio)

O Hospital de Traumatologia e Ortopedia do Maranhão (HTO) comemorou, no mês de outubro passado, três anos de pleno atendimento, e celebrou a data com destaque às mais de 10 mil cirurgias ortopédicas realizadas desde a inauguração.

Pacientes das mais variadas localidades do Maranhão são atendidos diariamente na unidade de saúde, que tem 97% de aprovação das população, como comprova a dona de casa Rosely Trindade de Sousa, 36 anos.

Moradora da cidade de Santa Rita, ela conta que quebrou a perna em um acidente de moto e após o acontecido foi encaminhada para o Socorrão II em São Luís. “Eu fiquei no Socorrão II até ser encaminhada para o HTO. Cheguei aqui na segunda (19) e na quarta-feira (21) a minha cirurgia foi realizada. Eu só tenho elogios a fazer sobre a minha passagem por este hospital, ele é muito confortável e nas enfermarias ficam apenas dois pacientes por quarto”, afirma a dona de casa Rosely Trindade.

O mesmo aconteceu com o pedreiro Dorian Pereira Lopes, 38 anos. Morador de Paço do Lumiar, ele sofreu um acidente de carro na Estrada da Maioba quando estava indo para o hospital onde sua esposa estava em trabalho de parto. Com o acidente, ele foi arremessado para fora do carro e quebrou a perna.

Encaminhado também para o Socorrão II, após a regulação foi direcionado ao HTO, onde operou no dia seguinte à sua chegada e já está recebendo alta médica.“O atendimento aqui é muito bom e tudo muito organizado. Fui muito bem atendido, a cirurgia foi muito rápida e agora já estou apenas aguardando a minha alta média para que eu possa finalmente conhecer a minha filha, que já nasceu”, conta emocionado o pedreiro Dorian Pereira.

O lavrador Domingos Madeira Diniz, 40 anos, é da cidade de São Vicente de Ferrer e foi beneficiado com a cirurgia eletiva. Ele conta que sofreu um acidente de moto no começo do mês onde quebrou o braço, foi referenciado ao HTO através da unidade de saúde do seu município, fez os exames no início do mês e esta semana foi chamado para realizar a sua cirurgia. “Me deram atenção em todos os momentos, realizei a cirurgia ontem e agora já estou recebendo alta para ir para casa, graças a Deus”, comemora.

O HTO funciona por meio de regulação, ou seja, os pacientes precisam ter encaminhamento de outras unidades de saúde. É o que acontece com os pacientes oriundos do Socorrão II.

A unidade, que se consolidou como referência estadual no atendimento de casos de média e alta complexidade, realiza mais de 350 cirurgias por mês, transformando vidas a cada procedimento.

Carregando