Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Praça das Mercês é novo cartão-postal do Centro Histórico de São Luís

Logradouro ocupa uma área antes degrada do Centro e que ganhou nova configuração urbana.

Praça das Mercês é novo cartão-postal do Centro Histórico de São Luís (Foto: A. Baeta)

A Praça das Mercês, mais novo cartão-postal de São Luís foi inaugurado nessa terça-feira. O logradouro foi construído em local abandonado no Centro Histórico, que agora conta com área para descanso e contemplação, equipamentos para a prática de atividades físicas, área para apresentações artísticas e culturais. As melhorias contribuem para o fortalecimento das políticas de revitalização e reocupação da região.

Resultado de uma parceria entre a Prefeitura de São Luís, o governo federal, por meio do Iphan; e a empresa Vale, o espaço vai “embelezar e continuar trazendo as famílias da nossa cidade, para o Centro, que ganhou nova cara em nossa gestão”, de acordo com o prefeito Edivaldo Holanda Junior.

A Praça das Mercês ocupa uma área de 12 mil metros quadrados, e foi concebida como um espaço aberto para a realização de pequenos eventos e apresentações culturais.

A praça transformou o paisagismo urbano do Centro Histórico, proporcionando uma nova configuração de acesso à área.

PRAÇA DAS MERCÊS

O espaço conta com área arborizada para lazer e descanso, canteiros ajardinados, bancos, equipamentos de ginástica para idosos e pessoas com deficiência, quadra poliesportiva, pista de skate, estacionamento de ônibus de turismo e de veículos, eixo de ligação entre o Centro e o estacionamento, mirante, posto da Guarda Municipal, acessos de pedestres à praça e acessibilidade universal.

A Praça das Mercês foi construída em espaço que no início da fundação de São Luís foi usado para atracamento de navios negreiros. Por causa desse aspecto histórico, o logradouro terá, entre seus elementos, um memorial alusivo à contribuição dos povos africanos para a cultura maranhense e brasileira.

Por ora, os oito painéis do memorial estão sendo usados para uma campanha de incentivo à valorização e preservação do patrimônio já que a praça está inserida no conjunto tombado pelos governos estadual e federal.

Carregando