Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Patrulhamento com bote é iniciado na orla da Ponta d’Areia

Equipamento servirá para alertar os banhistas e verificar condições adversas.

Guarda-vidas utilizam bote para patrulhamento na orla de São Luís (Foto: Divulgação)

A Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc) informou que iniciou, no final de semana, com seu corpo de guarda-vidas, um novo formato de patrulhamento na orla da Ponta d’Areia, em São Luís. A partir de agora, o grupamento está utilizando um bote para alertar os banhistas e verificar condições adversas.

Os profissionais percorreram toda a orla daquela região, incluindo o Espigão Costeiro. Na ocasião, eles fizeram várias advertências aos banhistas, como, por exemplo, não avançar para além do ponto de arrebentação, por conta do risco de afogamento, devido à força das ondas.

Durante o domingo, as guarnições fizeram várias rondas, em horários com maior fluxo de pessoas na praia. Equipes na faixa de areia, em torres de observação e nos quadriciclos deram apoio às equipes na faixa de areia.

A utilização do bote foi comemorada pelo secretário da Semusc, Marcos Affonso, que, em um mês à frente do órgão, já realizou diversas melhorias em toda a estrutura da secretaria. “É uma conquista muito significativa para o grupamento, que agora está contando com um equipamento de grande alcance e capaz de facilitar os resgates e salvamentos em toda orla de São Luís. O aparato técnico que os nossos guardavidas utilizam é diferenciado, com múltiplas possibilidades”, enfatizou.

De acordo com o guarda-vidas Irineu Neto, o bote é uma ferramenta necessária para diversas finalidades. “É um equipamento muito útil para resgates mais distantes da orla, e às vezes, para embarcações que precisam de apoio ou socorro devido a panes, por exemplo. A gente tem utilizado ele na medida do possível para várias funções”, explicou.

A Prefeitura de São Luís ainda informou que o bote poderá ser usado pela guarnição nas praias Ponta d’Areia e Olho d’Água, regiões de sua responsabilidade.

Carregando