Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Registrados dois homicídios e um latrocínio na Grande São Luís em menos de oito horas

Uma das vítimas foi atingida com nove tiros na Vila Janaína.

William Borges foi morto na cidade de Ribamar; crime é investigado como latrocínio (Foto: Divulgação)

Três pessoas foram assassinadas em menos de oito horas, na região metropolitana de São Luís. Dois homicídios ocorreram ainda na noite de terça-feira (9), e um latrocínio foi registrado nas primeiras horas dessa quarta-feira (10).

O primeiro crime ocorreu no bairro Vila Janaína e teve como vítima Mateus Antônio de França Costa, de 22 anos, que era morador da Jardim América e teria passagem registrada em delegacias pelo crime de tráfico de drogas.

Conforme relato de testemunhas à polícia, os autores chegaram em um carro Sandero preto ao local, quando a vítima estava sentada em um banco da praça. Ainda de acordo com populares, os homens iniciaram os disparos e Mateus acabou baleado nove vezes.

O delegado George Marques, da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), informou que o crime, de acordo com os primeiros levantamentos, estaria relacionado com o conflito entre facções. “O que matou mudou de facção e passou a ameaçar o que morreu”, explicou.

Já na madrugada de ontem, por volta das 2h, na Rua 10, do Conjunto Bequimão, o alvo foi Leomar Anderson Santos da Silva, de 42 anos. Os suspeitos chegaram em um veículo e já foram atirando contra ele, que foi alvejado em diversas partes do corpo.

Leomar chegou a ser socorrido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas morreu ao dar entrada no Hospital Djalma Marques, o Socorrão 1.

LATROCÍNIO

Na cidade de São José de Ribamar, a polícia investiga um caso ocorrido na madrugada dessa quarta-feira (10), que pode se tratar de um latrocínio. A vítima foi identificada como William Borges Teixeira, de 24 anos.

Segundo o delegado Felipe César, da SHPP, as primeiras informações indicaram que ele teria sido abordado pelos suspeitos que anunciaram o assalto. “Surgiu uma segunda versão de que ele teria envolvimento com tráfico de drogas, e por isso foi morto. Não há certeza sobre isso e por enquanto estamos investigando como latrocínio”, pontuou.

William Borges foi atingido com um tiro na cabeça quando chegava em seu carro, logo após sair de um bar, localizado na orla da cidade, no qual teria participado de um aniversário.

Carregando