Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Ministério afirma que está tudo pronto para privatizar Correios e Eletrobras

A capitalização da Eletrobras, uma das estrelas do programa de desestatizações do governo, deverá sair do papel

Foto: Reprodução

Em entrevista à revista Exame, Diogo Mac Cord, secretário especial de desestatização do Ministério da Economia, afirmou que nas próximas semanas, o projeto de lei que abre caminho para a privatização dos Correios deverá ser enviado ao Congresso. Ao mesmo tempo, a capitalização da Eletrobras, uma das estrelas do programa de desestatizações do governo, deverá sair do papel.

Com a capitalização, a capacidade de investimento da Eletrobras deve passar de 3,5 bilhões reais para 12,5 bilhões de reais por ano, acompanhada pela valorização das ações da companhia, garante o secretário.

“Até dezembro deste ano, a Eletrobras será privatizada. É necessário lembrar que a aprovação do projeto de lei referente à privatização depende de maioria simples no Congresso. Além disso, o modelo de desestatização prevê o direcionamento de cerca de 10 bilhões de reais oriundos da concessão de outorgas para programas de políticas públicas no Norte e Nordeste, como a revitalização do Vale do Rio São Francisco, o que deve colaborar para o desenvolvimento local. É uma pauta bastante positiva”, afirmou Diogo Cord.

Segundo ele, uma vez capitalizada, a Eletrobras terá condições de aumentar o volume de investimentos, que deverá passar de R$ 3,5 bilhões por ano para R$ 12,5 bilhões. “Isso terá um efeito positivo na economia do país como um todo, já que vai movimentar, por exemplo, o mercado de construção civil. A estimativa é que sejam geradas 40 mil vagas no setor”, garantiu.

Já em relação aos Correios, Cord afirmou que “Fabio Farias, ministro das Comunicações, deve entregar pessoalmente o projeto de lei ao Congresso em breve, nas próximas semanas. Essa é outra privatização que vamos concluir este ano. Já está tudo bem encaminhado, inclusive com os estudos do BNDES sobre as alternativas de desestatização caminhando rapidamente.”

Carregando