Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Empresas podem se cadastrar até o mês de abril para o programa Trabalho Jovem

A cada formalização de contrato de trabalho, o governo do Estado pagará o valor de R$ 1 mil mensais, durante o período de um ano.

A empresa que contratar um jovem para seu quadro de funcionários vai ganhar R$ 1 mil, valor pago pela gestão estadual, como incentivo pela aquisição. A medida integra o programa Trabalho Jovem, criado pelo governo do Estado, para estimular a abertura de vagas de trabalho ao segmento.

Empresas podem se cadastrar até o mês de abril para o programa Trabalho Jovem (Foto: Divulgação)

As empresas podem se cadastrar no site trabalhojovem.ma.gov.br. O credenciamento pode ser feito até o dia 15 de abril. Podem ser contratados por meio do programa estadual, jovens de 17 a 25 anos, residentes no Maranhão. A cada formalização de contrato de trabalho, o governo do Estado pagará o valor de R$ 1 mil mensais, durante o período de um ano. O resultado do credenciamento é divulgado em até dois dias úteis, após cadastro.

O processo de seleção dos jovens é totalmente conduzido pelas empresas. “O programa é uma ação importante, que o governo Flávio Dino lança para amenizar impactos causados economicamente pelo Covid-19 e pela falta de um gerenciamento político nacional em defesa dos direitos dos trabalhadores. Sendo assim, é de fundamental importância a mobilização de todas as empresas a serem parceiras desse programa”, explicou o secretário de Estado do Trabalho e Economia Solidária (Setres), Jowberth Alves.

O secretário em exercício de Estado da Juventude (Seejuv), André Vital, reforçou que o governo do Maranhão está sempre atento aos problemas da juventude. “O programa busca capacitar e gerar oportunidades à juventude maranhense, potencializa o papel social e importante que os jovens têm para a retomada da economia. E nós, da Seejuv, estaremos cada vez mais perto da juventude maranhense, ampliando a mobilização e facilitando o acesso neste importante programa”, enfatizou.

Além de estimular a ocupação do jovem, o programa contribui para sua evolução social e crescimento das empresas que aderirem à iniciativa, pontua o secretário de Estado da Educação (Seduc), Felipe Camarão.

Na avaliação do secretário de Estado da Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Simplício Araújo, nesse momento delicado, em virtude da pandemia, o programa Trabalho Jovem integra as ações estratégicas para a geração de emprego e capacitação. “São mais de 30 mil oportunidades ao jovem maranhense, além de assessoria gratuita para empresas”, comentou o secretário da Seinc.

OPORTUNIDADES

No total, são mais de 35 mil oportunidades geradas com o programa Trabalho Jovem ao segmento no Maranhão. Serão mais de mil vagas de trabalho; R$ 600 para empresas contratarem estagiários, sendo 1.500 vagas disponibilizadas; 500 vagas para a contratação de estagiários em órgãos públicos; 30.900 vagas para cursos profissionalizantes para jovens de escola pública; 100 vagas para residências em Ciências Agrárias; e 2 mil vagas para o Agente Jovem Ambiental, projeto de lei já enviado à Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema).

Carregando