Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Aplicativo Clubhouse faz sucesso entre os brasileiros e promete impacto nas redes sociais

O Clubhouse ainda possui muito potencial de crescimento, principalmente quando for disponibilizado para Android

Foto: Reprodução

Desde que foi disponibilizado na Apple Store, o aplicativo Clubhouse tem chamado atenção por reinventar o consagrado formato das redes sociais que existem na internet. A plataforma funciona apenas por áudio, e está conseguindo seguir o recente sucesso dos podcasts com o público brasileiro. Entretanto, a dúvida que fica é se o aplicativo vai conseguir ganhar espaço de outras redes, como o Instagram e o TikTok, que estão apostando cada vez mais nos vídeos.

No início de 2020, uma pesquisa divulgada pela empresa App Annie apontou o Brasil como o terceiro país que mais gasta tempo com aplicativos no smartphone. Os brasileiros ficam, em média, três horas e 45 minutos por dia utilizando essas ferramentas. Isso significa que as redes sociais têm grande potencial no país, e uma forte presença na rotina das pessoas. Apenas a China e a Indonésia aparecem com números maiores na pesquisa.

Ou seja, a internet brasileira pode servir como laboratório para que novas redes sociais consigam fazer sucesso. Esse é o caso do aplicativo Clubhouse, que está disponível apenas nos iPhones e, mesmo com essa restrição, tem feito sucesso no Brasil. Sem qualquer imagem, espaço para comentários ou opções de curtidas, essa nova rede social aposta totalmente no uso do áudio para a interação entre as pessoas. É algo inovador, mas que tem feito bastante sucesso.

As redes sociais sempre foram marcadas pela imagem, seja por foto ou por vídeo. Em 2019, por exemplo, o Maranhão ganhou destaque no Instagram por conta de São Luiz. A reestruturação do Centro Histórico fez com que várias pessoas buscassem o local para postar fotos na rede social. O objetivo do Clubhouse é direcionar as pessoas para o outro lado, onde o áudio ganha maior atenção. Algo que faz sentido, principalmente pelo momento popular que os podcasts vivem no Brasil e no mundo.

Vídeos também em alta

Entretanto, não são apenas os áudios e os podcasts que estão em alta por aqui. Na contramão da rede social exclusiva para iOS, está o recente sucesso de plataformas como o TikTok. O aplicativo chinês voltado para vídeos curtos possui mais de 7 milhões de usuários no Brasil e surge como a quarta rede social mais popular do mundo. Ou seja, não faltam dados para mostrar que os vídeos seguem como uma forte tendência no universo online, principalmente das mídias digitais.

A tendência faz com que novas ferramentas incentivem ainda mais o uso do vídeo pelos usuários. O Instagram, por exemplo, criou o Reels e a IGTV justamente para dar um maior espaço para essa categoria de conteúdo. Atualmente, é difícil encontrar um perfil grande na rede que não esteja cheio de vídeos. Isso acontece também pela facilidade na criação deste formato de conteúdo. Alguns softwares, como o editor de vídeo da InVideo, oferecem aos usuários um jeito mais fácil e gratuito de realizar a edição de vídeos. Com uma biblioteca de filtros, modelos e transições de cenas, é possível criar um vídeo de forma rápida e fácil, utilizando até mesmo fotos e músicas. Essa facilidade ajuda a impulsionar os vídeos nas redes sociais e também em outras mídias.

9Seja com vídeos ou apenas com áudios, as redes sociais estão se transformando rapidamente. O Clubhouse ainda possui muito potencial de crescimento, principalmente quando for disponibilizado para Android. Por isso, é possível imaginar que a mídia digital pode dar mais atenção para os áudios no futuro. Porém, os vídeos também estão em alta, principalmente com o forte crescimento do TikTok no Brasil e no mundo. Esses dois caminhos são a prova de que na internet existe espaço para mais de uma tendência nas novas tecnologias.

Carregando