Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Navio de bandeira chinesa em quarentena na Baía de São Marcos já tem 15 casos confirmados de Covid-19

Três tripulantes estão internados em um hospital da cidades e os outros 12 continuam na embarcação, em cabines individuais.

Foto: Reprodução

O navio de bandeira chinesa “Mv Shandong DaZhi”, ancorado na costa do Maranhão, foi colocado em quarentena após três tripulantes testarem positivo para a Covid-19, no último fim de semana. Todos são indianos, de 38, 54 e 55 anos, e estão internados em um hospital da rede privada de São Luís. Na noite desta segunda-feira, 17, a Secretaria de Estado da Saúde confirmou mais 12 casos, totalizando 15 infectados com o novo coronavírus. Eles continuam na embarcação, em cabines individuais, e estão assintomáticos.

O Mv Shandong DaZhi permanece em alto mar, na área de fundeio, e não atracou no porto em São Luís.

Os casos

O primeiro tripulante a ser diagnosticado com a doença foi o indiano de 54, que deu entrada em um hospital da rede privada de São Luís ainda na última quinta-feira (13), segundo nota divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). Já nesse domingo (16), os outros dois foram encaminhados ao hospital, para acompanhamento médico.

O navio de bandeira chinesa, que saiu da Cidade do Cabo, na África do Sul, está em área de fundeio, no Complexo Portuário do Itaqui, desde o dia 7 deste mês. Ao todo, 24 tripulantes vieram no navio, sendo que 21 continuam na embarcação cumprindo quarentena e isolados em cabines individuais.

De acordo com a SES, não há previsão de saída da embarcação das águas maranhenses, uma vez que se trata de um navio cargueiro,para transporte de minério, e está impedido de realizar qualquer manobra e atividades no momento. O navio estaria vazio, sem carga.

A Secretaria de Estado da Saúde informou que uma equipe técnica do órgão acompanha os tripulantes a bordo, por meio de relatórios diários emitidos ela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que tem comunicação direta com o comando do navio. E que os tripulantes internados em hospital particular também são acompanhados pela SES, por boletim diário emitido pela unidade médica.

Carregando